O que é segurança de dados e como garanti-la na sua empresa?

Home Segurança
O que é segurança de dados e como garanti-la na sua empresa?
Entenda o que é segurança de dados

O que é segurança de dados e como garanti-la na sua empresa?

Toda organização que lida com dados precisa ter a preocupação de proteger essas informações e estar sempre atualizada sobre o que é segurança de dados, estando ela na nuvem, ou não.

Esse é um assunto amplamente discutido, pois a falta de segurança da informação pode afetar todo o funcionamento de uma empresa. Por isso, é preciso pensar em boas práticas e sistemas que protejam os dados de modo a evitar prejuízos futuros.

A segurança de dados está relacionada às ações tomadas visando preservar as informações dos clientes. Dessa forma, o compartilhamento se torna seguro.

Se você tem dúvidas sobre o que é segurança de dados e como garantir esse processo na sua empresa, leia nosso artigo até o final!

O que é segurança de dados?

A segurança de dados se refere a todas as medidas tomadas com a finalidade de preservar as informações que os usuários compartilham na internet.

Essas medidas podem ser preventivas ou reativas, visando proteger as informações de roubos, modificações não autorizadas ou acessos maliciosos de terceiros.

Em resumo, a segurança de dados se baseia em alguns aspectos:

  • irretratabilidade: impossibilita a negação da autoria de uma transação;
  • conformidade: os dados devem ser processados de forma correta, seguindo os regulamentos, leis e normas estabelecidas;
  • disponibilidade: as pessoas autorizadas podem acessar os dados sempre que houver necessidade, é a garantia que eles estarão sempre disponíveis para uso legítimo;
  • confidencialidade: o objetivo é que somente pessoas autorizadas tenham acesso às informações, ou seja, diz respeito à imposição de limites de acesso para pessoas confiáveis;
  • autenticidade e integridade: garantia de que as informações sejam verdadeiras e preservadas em sua originalidade, ou seja, os dados manipulados devem conservar todas as suas características originais, conforme criadas pelo proprietário.

Qual é a importância da segurança de dados nas empresas?

A informação é um fator de grande importância para toda a humanidade. É por meio da análise de dados que os grandes feitos são pensados e executados.

Quando falamos da segurança para empresas, entender o que é proteção de dados é fundamental de modo a manter a integridade do negócio e o desenvolvimento saudável, considerando que muitas informações são a base de tomadas de decisões relevantes para sobrevivência da organização.

A segurança de informações e dos arquivos devem ser um motivo de preocupação para qualquer seguro, pois mesmo antes de a possibilidade do armazenamento na nuvem, a perda de documentos físicos era extremamente prejudicial à organização.

Com a inovação da tecnologia, um dos reflexos negativos percebidos foi o aumento dos riscos de utilização dos meios digitais. Por esse motivo, foi necessário criar maneiras eficazes e inteligentes de proteger os dados.

Atualmente, hackers, softwares maliciosos e criminosos tentam se apropriar de informações com a intenção de causar prejuízo ou obter algum tipo de vantagem.

Com a inteligência usada por hackers, é preciso, além de ter uma política de cibersegurança, traçar uma plano de Disaster Recovery, que visam a recuperação de uma empresa após enfrentar um ataque grave, como roubo de dados.

Ainda, a criação de uma política de backup colabora para que todos saibam como proceder em relação ao armazenamento de informações.

Para ilustrar melhor as situações, veja a seguir os três ataques virtuais mais comuns.

Phishing

Um dos ataques on-line mais comuns quando entendemos o que é segurança de dados e quais são as modalidades que precisamos nos atentar para proteção, é o phishing.

Resumidamente, os criminosos virtuais induzem as pessoas a revelarem senhas, dados bancários, números de documentos e outras informações sigilosas.

Para dar um exemplo de phishing, a pessoa recebe um e-mail, aparentemente de um órgão público, de um banco ou uma empresa pedindo para atualizar os dados ou mesmo com uma oferta imperdível para compra de um produto.

Esse usuário, quando clica para fazer a atualização, é direcionado para páginas falsas, com aparência idêntica se comparada com a verdadeira.

Essa pessoa então coloca sua senha, dados financeiros e outras informações, sem saber que não está em um ambiente seguro, revelando dados sigilosos.

Engenharia social

Atualmente, a engenharia social é outra modalidade bem comum de ataques, e diferente da maioria dos golpes, não é necessário nenhum tipo de software, malware, ransomware ou ferramenta tecnológica para conseguir acesso ao banco de dados confidenciais de empresas e usuários.

O criminoso usa das suas habilidades de comunicação e mexe com o sentimento da vítima para enganar e conquistar sua confiança.

Quando falamos sobre o que é segurança de dados, é preciso treinar profissionais e empresas para evitar esse tipo de ataque.

Exemplificando um golpe de engenharia social: o criminoso entra em contato com um funcionário da empresa dizendo que é um diretor do local e, assim, solicita os dados sigilosos que ele precisa.

Por ingenuidade e falta de treinamento, o funcionário acaba revelando essas informações que nunca deveriam ter sido compartilhadas.

Softwares maliciosos

Uma das formas que os criminosos utilizam para quebrar a segurança de dados de uma empresa é o uso de softwares maliciosos.

Existe uma grande sofisticação por parte dos hackers para esse tipo de ataque, o que dificulta o reconhecimento de um software malicioso pelos sistemas de proteção, como os antivírus. Uma maneira de prevenir uma situação como essa é investir no Data Center, em que o processando de dados acontece em uma nuvem externa, garantindo mais segurança às informações

Por isso, a cada dia que passa, é fundamental que as empresas se preocupem com o que é segurança de dados e tenham ferramentas atualizadas, que funcionem para proteger as informações de ameaças.

Para dar um exemplo clássico do uso dessa modalidade de ataque citamos o envio de e-mails falsos com arquivos anexados, em que o usuário é levado a clicar e executar o arquivo.

Quando isso acontece, programas maliciosos são instalados na máquina, e podem obter dados, como:

  • senhas;
  • imagens;
  • documentos;
  • informações pessoais.

Como garantir a segurança de dados com 7 práticas

Agora que você entendeu o que é segurança de dados e como ela é importante para seu negócio, trouxemos sete práticas para garantir essa proteção dentro da sua empresa. Confira!

1. Mapeamento dos riscos

Quando uma empresa sabe o que é segurança de dados, ela precisa ter clareza sobre os riscos associados a eles.

É fundamental ter um olhar diferenciado em relação aos riscos, sempre pensando que potenciais acontecimentos nocivos podem afetar as informações e colocar em perigo os seus proprietários.

Quando a empresa faz o mapeamento dos riscos, estamos falando em situações como:

Por isso, é necessário pensar sempre no que pode acontecer de pior e, se a intercorrência ocorrer, ter um plano de contingência.

Uma boa forma de pensar nessa questão é utilizar uma matriz de riscos, uma ferramenta que cruza as variáveis de impacto x probabilidade dos acontecimentos, fazendo uma classificação dos prováveis danos à empresa.

2. Invista no treinamento dos funcionários para que todos saibam o que é segurança de dados

Nem sempre os problemas ligados à segurança cibernética são causados por ataques externos. Existe a possibilidade disso acontecer por práticas inadequadas de colaboradores pouco instruídos.

Aqui, podemos citar alguns exemplos, como compartilhamento de informações restritas ou o acesso e edição de documentos. Essas práticas, mesmo que não sejam intencionais, podem gerar danos para a segurança de dados.

Dessa forma, é essencial para a proteção desses dados que os profissionais sejam treinados de modo a terem as melhores condutas ao longo do expediente de trabalho.

Lembramos que esse treinamento não deve se restringir ao setor de tecnologia, mas é fundamental que todos os funcionários da empresa saibam o que é segurança de dados e como deve ser a postura deles para garantir a proteção dessas informações.

3. Tenha uma restrição de acesso às informações

Algo que pode gerar uma brecha para falta de segurança dos dados é o acesso indiscriminado das informações. Para garantir a segurança de dados é preciso que o acesso seja limitado em função do nível do colaborador e da área.

Algumas políticas que facilitam o acesso dos funcionários a recursos da empresa, como e-mail e arquivos em servidores, de qualquer lugar ou dispositivo traz inúmeros benefícios à organização, podemos citar o impacto positivo na produtividade.

Por outro lado, essa liberdade e flexibilidade concedida aos colaboradores é uma brecha à segurança, como é o caso da política Bring Your Own Device (BYOD), por isso precisa ter um gerenciamento adequado para garantir a segurança e privacidade dos dados da empresa.

Uma forma de fazer essa gestão é com a criação de uma política de segurança BYOD, em que regras e boas práticas são definidas a fim de preservar informações sigilosas.

Com exceção das demandas extraordinárias, especialmente os colaboradores com liberação de administrador (ou seja, que podem editar, copiar e compartilhar os dados), precisam ter seus acessos compatíveis com o nível e área de trabalho.

Quem deve decidir esse nível de acesso é o setor de RH, TI e os gestores, pois é essencial entender sobre os cargos e seus respectivos afazeres.

4. Faça o gerenciamento constante para evitar ataques externos

Nenhuma empresa está livre de ataques cibernéticos, e essas invasões têm o objetivo de roubar dados sigilosos como nome, endereço e documento dos clientes do negócio.

Para evitar que ataques aconteçam, é indispensável ter ações preventivas, como:

  • fazer o diagnóstico de vírus;
  • atualizar o sistema e barreiras de proteção;
  • ter medidas para neutralizar os gargalos existentes.

Assim, é possível evitar transtornos futuros. Porém, sabemos que mesmo com todas as medidas de precaução, os ataques podem acontecer.

Por isso, para sua proteção, é necessário contar com uma equipe de TI que seja ágil e bem qualificada com vasto conhecimento sobre o que é segurança de dados.

5. Tenha atenção à legislação e adote boas políticas de compliance

Para uma empresa que entende o que é segurança de dados e sua importância, uma iniciativa essencial é o compliance, um conjunto de políticas e práticas que vão adequar a organização em todos os níveis e áreas, às principais normas, leis e aos programas de proteção e uso dos dados.

No Brasil, as empresas precisam estar em conformidade a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD Lei n.º 13.709/2018), que regulamenta o registro e o uso dos dados. Uma das principais mudanças dessa lei foi relacionada aos cookies de terceiros, que restringe o compartilhamento de informações de clientes entre empresas parceiras.

Ao investir na segurança da informação e adequação à LGPD, além do benefício de proteger os dados dos clientes, as empresas evitam a incidência de multas, que podem ser de até R$50 milhões.

A LGPD é uma lei nacional, porém, dependendo do seu negócio, vale a pena adotar programas e normas internacionais para ter práticas ainda mais rigorosas ao longo do expediente.

6. Tenha uma mentalidade de melhoria contínua

Já falamos aqui que os hackers estão sofisticados e sempre aparecem outras formas de fazer ataques nas empresas.

Por esse motivo, por mais que você já tenha boas ações e entenda o que é segurança de dados, é preciso ter consciência de que elas devem ser aprimoradas de forma contínua.

Uma empresa que preza a segurança de dados precisa acompanhar as mudanças do ecossistema tecnológico, e investir em modelos de melhoria contínua da tecnologia da informação.

Além do treinamento contínuo dos colaboradores, queremos deixar algumas outras dicas para esse processo de segurança de dados:

7. Adote tecnologias seguras como o sistema em nuvem

Em uma empresa, sempre há o registro de dados, seja de clientes e fornecedores quanto os sistemas de gestão de pessoas. Uma brecha na segurança deles pode colocar sua segurança de dados em risco.

Dessa forma, uma excelente alternativa é trocar sistemas locais (ou seja, que operam instalados nos servidores da sua empresa) por sistemas on-line (em nuvem), como o Google Cloud.

Para entender um pouco melhor, no caso da adoção do sistema em nuvem, as informações ficam salvas em servidores externos, que são mais seguros e atualizados. Além de realizar o backup automático de informações, evitando a perda de dados importantes.

Esse tipo de tecnologia funciona por meio da internet, ou seja, você só precisa de uma conexão para acessar as informações diretamente nos computadores da sua empresa, o que também colabora para a redução de custos com equipamentos.

Para quem se preocupa e entende o que é segurança de dados, essa é uma forma excelente de proteger as informações de imprevistos, como panes tecnológicas ou incêndios. Se isso acontecer, seus dados estarão protegidos e intactos devido à cloud security (segurança na nuvem).

Agora que você já sabe o que é segurança de dados e como a falta de preocupação com esse tema pode custar caro à empresa, não deixe de tomar providências para garantir sua proteção.

Aqui, na SantoDigital, temos a solução ideal para que sua empresa tenha os sistemas em nuvem, garantindo uma excelente segurança de dados com o Google Cloud Platform.

Quer saber mais sobre isso? Clique aqui e conheça as soluções da SantoDigital para modernizar sua infraestrutura e garantir a segurança de dados do seu negócio com o Google Cloud Platform.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: