5 dicas para evitar ataques malwares em 2021

Home Gmail
5 dicas para evitar ataques malwares em 2021
5-dicas-para-evitar-ataques-malwares-em-2021

5 dicas para evitar ataques malwares em 2021

O ano de 2020 marcou um aumento expressivo na quantidade de fraudes perpetradas contra empresas. Esse crescimento deve-se, em parte, à migração não esperada de grande parte da força de trabalho para o home office por conta da pandemia do coronavírus. Mas, essa não é única razão. Ano após ano os ataques malwares crescem não só em número, mas também em complexidade.

No cenário atual, em que os dados representam ativos cada vez mais valiosos, é mandatório que as empresas invistam em soluções eficazes para alcançar um maior grau de segurança da informação.

Isso, além de ser uma medida fundamental para garantir a continuidade dos negócios e o bom andamento das atividades empresariais, agora também é um requisito legal para as empresas que realizam qualquer tipo de tratamento de dados pessoais, conforme previsto na Lei Geral de Proteção de Dados.

De fato, a melhor estratégia para garantir a segurança de dados é fazer com que os ataques nem se quer aconteçam. 

Por isso, apresentamos a seguir 5 importantes dicas para que você possa evitar ataques malwares na sua empresa em 2021. Confira!

1. Implementação de soluções eficazes contra malwares

Apesar de previsível, essa é uma dica que não pode faltar.  De fato, você pode reduzir drasticamente os riscos de ataques malwares simplesmente implementando soluções de antivírus e anti-spyware eficazes.

Aqui, é importante que sua empresa opte por soluções profissionais, que ofereçam, por exemplo, monitoramento web em tempo real e atualizações constantes das ameaças.

Também é essencial se atentar aos seguintes pontos:

  • É importante examinar seus arquivos em busca de dados ausentes, erros e adições não autorizadas;
  • As ferramentas de segurança devem ser mantidas atualizadas;
  • Os malwares detectados devem ser removidos imediatamete;

2. Utilização de métodos de autenticação seguros

É importante que todos os colaboradores utilizem métodos de autenticação seguros para evitar que suas credenciais sejam roubadas e que portas para ataques malwares sejam abertas.

Dentre as práticas recomendadas, vale destacar:

  • obrigatoriedade de senhas fortes com pelo menos oito caracteres, incluindo uma letra maiúscula, uma letra minúscula, um número e um símbolo em cada senha;
  • autenticação multifator, como um PIN ou perguntas de segurança, além de uma senha;
  • exigência de troca de senha periodicamente.

3. Adoção da nuvem

A nuvem não oferece apenas escalabilidade, flexibilidade e agilidade às empresas, mas também processos de trabalho mais eficientes e economias de custo associadas, incluindo proteção de dados e recuperação de desastres mais conveniente. 

De fato, as melhores soluções em nuvem oferecem ferramentas avançadas que ajuda a sua empresa a evitar ataques malwares.

No Google Cloud, por exemplo, você encontra soluções para gestão de identidade, reconhecimento de atividades suspeitas e verificação de malwares em documentos enviados à nuvem. Assim, é possível evitar que documentos infectados “contaminem” toda a rede. 

Além disso, ferramentas de segurança baseadas em Machine Learning são capazes de realizar estimativas de risco com base em padrões de comportamento e propriedades de arquivo, o que possibilita a identificação e contenção de até mesmo variantes desconhecidas de malwares.

No entanto, a nuvem não faz todo o trabalho sozinha. Você ainda precisa adotar medidas para evitar ataques locais, nas redes e nos terminais.

4. Conscientização dos colaboradores

O descuido e a falta de consciência dos riscos por parte dos usuários favorecem os incidentes de segurança de TI.

No entanto, um treinamento completo pode aumentar a conscientização sobre os riscos de segurança típicos e ensinar comportamentos adequados.

Portanto, workshops regulares sobre segurança cibernética e como lidar com aplicativos de negócios devem ser realizados entre todos os colaboradores.

Dessa forma, a vigilância torna-se parte da cultura corporativa e os funcionários são mantidos atualizados com os mais recentes tipos de ataques malwares.

5. Otimização da segurança de e-mail e proteção contra spam

O e-mail é uma ferramenta essencial de comunicação empresarial, mas também é um canal comum de malwares.

Por isso, é importante que sua empresa utilize uma solução profissional de e-mail que ofereça proteções avançadas, como criptografia, filtros anti-spam, escaneamento de anexos, etc. 

Além disso, é importante educar seus colaboradores para que eles possam, por exemplo, analisar cuidadosamente os remetentes antes de clicar em links e anexos.

Agora você já conhece 5 dicas de como evitar ataques malwares e, assim, tornar seu ambiente de TI mais seguro. 

Se você deseja saber como implementar soluções mais seguras na sua empresa, como e-mail e aplicações e serviços em nuvem, entre em contato com a SantoDigital. Estamos à disposição para ajudá-lo a proteger seus dados de maneira mais eficaz!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: