Arquitetura de soluções: saiba o que é e para que serve

Home Machine Learning
Arquitetura de soluções: saiba o que é e para que serve
Arquitetura de soluções: saiba o que é e para que serve

Arquitetura de soluções: saiba o que é e para que serve

Novas tendências, tecnologias e serviços estão tomando conta de nossas vidas em um ritmo surpreendente. A transformação digital é real e está presente nas principais corporações do mundo. Mudanças acontecem e nos trazem, com elas, outras necessidades. A arquitetura de soluções, com certeza, é uma dessas necessidades que mais despontam no mercado.

Quase tudo que implementamos em nossas empresas, principalmente, no aspecto tecnológico, precisa de uma série de fatores que devem ser considerados. Tanto no quesito de levantamento das necessidades que certa solução afetará quanto em questões mais técnicas da área de Tecnologia da Informação (TI) — como qual a stack será utilizada para a implementação de uma solução.

Para que você tenha uma melhor ideia sobre o que representa para o mercado essa — relativamente nova — profissão de arquiteto de soluções, trazemos este artigo. Nele, abordaremos os principais aspectos envolvidos no setor, em que área os seus profissionais atuam e os principais temas que envolvem seu dia a dia. Confira, a seguir, e tenha uma boa leitura!

O que é arquitetura de soluções?

Enganam-se, aqueles que pensam que os caminhos adotados para a resolução de problemas cotidianos de uma empresa sejam encontrados por acaso. Saiba que existe um planejamento e processos internos que precisam ser considerados. Tudo isso, para uma maior efetividade no uso de recursos — a arquitetura de soluções é uma área que se responsabiliza por esse planejamento conforme as especificidades do negócio.

Em outras palavras, implementada na área de TI, pode muito bem ser comparada à arquitetura do ramo de construção civil — ambas são responsáveis pelo desenho que determinada estrutura terá. Seja um prédio, seja uma solução corporativa de tecnologia, haverá sempre a necessidade de planejamento e pesquisas daquilo que será implementado para colher os melhores resultados.

Qual é a função de um arquiteto de soluções?

Realizar o levantamento de soluções e estratégias possíveis no mundo da tecnologia, com certeza, será seu foco. Saiba que essa não será sua única função, pois o arquiteto de soluções precisa utilizar todos os recursos disponibilizados a ele para atingir os resultados esperados pela empresa.

Isso apenas será possível ao adotar ferramentas tecnológicas avançadas e alinhadas às necessidades e possibilidades da equipe. Claro, também precisa estar adequado àquilo que já está presente e dentro das normas preestabelecidas. O profissional ocupante desse cargo deverá sempre ter em mente quais os objetivos da empresa — e onde seus stakeholders querem chegar com as soluções que estão sendo planejadas e desenvolvidas.

Seu conhecimento técnico deve ser vasto — assim como veremos no decorrer deste artigo — para entender os mais diversos tipos de linguagens de programação, sistemas operacionais, entre muitas outras coisas.

Quais as habilidades essenciais de um bom profissional arquiteto de soluções?

O bom profissional dessa área não poderá depender apenas de seus conhecimentos técnicos, as chamadas hard skills, para oferecer o melhor serviço na empresa em que atua. Ele dependerá, também, de suas capacidades psicossociais para promover o bem-estar de suas equipes — sempre buscando a máxima otimização possível dos recursos que são disponibilizados.

Confira, na sequência, uma relação das principais habilidades requeridas para um bom arquiteto de soluções.

Atualizar-se constantemente

Ter conhecimento vasto nos mais diversos tipos e possibilidades de soluções tecnológicas não é suficiente na carreira desse profissional. Também será necessário atualização constante, tanto dos métodos quanto das ferramentas envolvidas no desenvolvimento das soluções em que ele atua.

Fazer uso de uma comunicação enxuta

Ter uma comunicação clara e fluente com a equipe, parceiros e cliente é imprescindível para que seja conduzido um planejamento eficaz e sem falhas das soluções em que ele participa. Complicar tarefas simples e deixar a flexibilidade de lado, com toda a certeza, não serão características interessantes para um arquiteto de soluções.

Saber motivar sua equipe

Por estar em diferentes frentes, o arquiteto de soluções deve saber manejar bem cada colaborador ativo em seus projetos. Ele deverá ser capaz de promover conexões entre cada equipe, mesmo de áreas diferentes. Isso deixará muito mais flexível a resolução de problemas interdisciplinares — que teriam sua solução muito mais dificultada sem uma comunicação devidamente mais aberta entre os grupos envolvidos no problema.

A motivação é um fator social de imenso valor para as corporações. Líderes e gestores podem ser decisivos no sucesso de uma implementação ou em seu completo fracasso. Saber incentivar é uma habilidade que um arquiteto de soluções deve dominar.

Não apenas motivar individualmente cada pessoa ou grupo específico. Incentivar as suas equipes a se comunicarem e buscarem soluções conjuntamente pode ser um divisor de águas sobre como cada integrante lida com o projeto em que trabalha.

Posicionar-se como líder

Até agora, vimos que a posição de arquiteto de soluções guarda uma série de grandes responsabilidades em sua função. Então, nada mais óbvio do que a necessidade desse profissional de apresentar aspectos de liderança. Disso depende o bom andamento dos projetos e de uma capacidade organizacional e gerencial exímia.

Compreender claramente o negócio em que atua

Saber cada passo dado entre a captação de clientes, o planejamento e o desenvolvimento de produto, a retenção de clientes entre outras questões, não menos relevantes para os negócios, deve ser uma habilidade do arquiteto de soluções. Não adianta, para ele, entender apenas parte do processo, pois a otimização, às vezes, vem das bases da estrutura utilizada pela empresa.

Como a arquitetura de soluções preza pela otimização dos componentes e processos contidos nas soluções, o profissional deverá ter acesso aos mínimos detalhes do negócio, para, assim, ter a capacidade de gerenciar e alinhar cada ponto que seja observado como importante para a empresa.

Outro fator essencial é que, muitas vezes, o arquiteto de soluções será o responsável por orientações ao corpo técnico do projeto, assim como assistir e direcionar os profissionais juniores. Ele deverá ter conhecimento aprofundado sobre tudo envolvido no negócio e nos processos!

Projetar suas ideias de maneira prática

Como mais uma capacidade de comunicação necessária a um arquiteto de soluções habilidoso, saber projetar suas ideias é mais do que essencial para esse profissional. Ele é responsável por atualizações e implementações de novos recursos e, por isso, precisa também saber transmitir suas ideias aos próximos.

Esse ponto também tocará nas questões sobre a liderança e a motivação — certamente, os colaboradores terão muito mais fôlego se forem convencidos de que a solução realmente vai influenciar para melhor a vida das pessoas. Chegar a isso será fácil se ele souber vender suas ideias de maneira clara e convincente.

Ter facilidade em se adaptar de acordo com o mercado

Não é à toa que esse profissional se atualiza constantemente. Muitos sabem da volatilidade que está presente em algumas áreas da tecnologia. O arquiteto de soluções também precisará ser mutável, maleável, de acordo com a conveniência do projeto em que ele atua.

Para esse profissional, a busca por novas soluções, ferramentas, estratégias e abordagens para problemas faz dele bastante adequado para prevalecer sobre essas transformações constantes que o mercado tecnológico sofre. Qualquer adequação requerida pelo setor e que não seja contemplada agirá diretamente na imagem da empresa.

Isso serve para dar uma ideia do tamanho da importância da arquitetura de soluções e do que seus profissionais especializados podem oferecer. Seu setor de TI precisa se atualizar, e o mercado exige que essas mudanças aconteçam o mais breve possível. 

Quais as vantagens de uma arquitetura de TI bem implementada?

Antigamente, usando os meios tecnológicos convencionais, gerenciar ou planejar a infraestrutura de TI — e sua aplicação para resolução de problemas reais da empresa — representava o controle centralizado e físico das instalações dos computadores.

Com o avanço e amplo desenvolvimento das tecnologias, as quais permitem soluções dimensionáveis, por exemplo, pensar a arquitetura de suas soluções é, também, atender às crescentes demandas do mercado corporativo. Nossas soluções, muitas vezes, têm a necessidade de um compartilhamento avançado e acesso ao sistema a todo tempo e em qualquer lugar.

Por esse motivo, o leque de possibilidades é imenso — reforçando o papel centralizador que a arquitetura de soluções tem cada vez mais exercido nos escritórios e empresas do mundo todo. Deixar o direcionamento das soluções utilizadas ou oferecidas por uma empresa apenas para seu gestor de TI poderá sobrecarregar sua equipe e causar graves prejuízos e atrasos.

Eu preciso mesmo de um arquiteto de soluções?

Para usufruir das vantagens oferecidas por uma boa arquitetura, será necessário que sua empresa busque por um profissional que seja multitarefas e nos mais diversos aspectos. O arquiteto de soluções deverá dominar temas que permeiam todo o caminho e processos que levam até a execução de uma solução adequada aos seus propósitos.

Ele precisará, entre outras habilidades, ter um bom domínio de programação, por exemplo. Para atender a sua empresa (ou seu cliente) da melhor maneira, saber os caminhos pelos quais percorrerão suas equipes, até a entrega de um sistema importa bastante, acredite.

O arquiteto de soluções deverá entender quais são os requisitos para que uma solução saia do papel e seja disponibilizada e, até mesmo, quais serão as falhas possíveis.

Arquitetura de soluções é só planejamento?

A resposta para essa pergunta é: definitivamente, não! Os responsáveis por arquitetar suas soluções trabalham em outras tarefas. Alinhar os objetivos do negócio com os softwares e plataformas utilizados apenas compõe um dos aspectos centrais de suas operações.

Um bom arquiteto é aquele capaz de construir soluções com base nas necessidades da empresa, com os recursos que ela já disponibiliza. Esse profissional também será o responsável por manter os negócios atualizados com o mercado, mostrando os elementos infraestruturais que precisam ser otimizados.

Com isso, ele sempre buscará, durante o planejamento dos processos, a melhor execução possível das soluções ali desenvolvidas.

Confira os 3 principais temas que um arquiteto de soluções em TI deve dominar

Um arquiteto de soluções não se forma em universidades. Esse profissional usa suas experiências de anos para exercer sua função — adquirida durante o desenvolvimento de soluções em múltiplas empresas. Por isso, ele será capaz de gerir projetos complexos com alta competência, pois já conhece todos os passos necessários até o sucesso de uma aplicação.

Existem alguns temas que, devido às questões de cibersegurança, inteligência artificial e compartilhamento de dados, envolvidas no trabalho do arquiteto de soluções, serão de extrema importância para aqueles que querem entrar nessa área e seguir uma carreira. Veja quais são os principais temas!

1. Big Data

Já ouvimos, muitas vezes, que dados são um recurso muito valioso. Com o desenvolvimento tecnológico crescendo cada vez mais, questões como Big Data ficam em muita evidência.

O termo pode ser traduzido como “grandes dados” — e são, literalmente, conjuntos de dados de tamanhos estratosféricos e que servem para análises e previsões no mundo corporativo. Você pode saber mais sobre esse assunto, visitando este artigo em nosso blog.

2. Deep Learning

É realmente assombroso o que a inteligência artificial tem interferido no mundo digital. Saber das últimas novidades sobre como os dados estão sendo tratados e analisados de maneira autônoma é algo que tende a cada vez mais ser requisitado entre os conhecimentos do arquiteto de soluções e das equipes de TI.

3. Computação em nuvem

A inovação na nuvem das tecnologias aplicadas também é um tema que a arquitetura de soluções precisa acompanhar de perto! O mercado exige maior compartilhamento de informações, segurança e acesso fácil aos serviços e sistemas — seja pelo seu colaborador, seja pelo seu cliente. Às vezes, até o seu fornecedor poderá se beneficiar de um sistema em cloud computing.

O mundo de situações que a arquitetura de soluções aborda é, realmente, imenso. O profissional que atua nessa área, como vimos, precisa ter bastante experiência — e não apenas no desenvolvimento de uma solução, mas também, na sua adequação e consciência plena do que é oferecido pelo negócio em que atua — para que possa saber o que precisa ser otimizado e não desperdiçar recursos.

Se você gostou de obter informações sobre arquitetura de soluções, que tal acompanhar a SantoDigital no Facebook? Trabalhamos diariamente para fornecer os melhores conteúdos sobre tecnologia e soluções para o mundo corporativo. Siga nossa página e venha explorar o mundo digital!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: