Você conhece o comportamento do seu consumidor? Entenda com o Big Data!

Home Big Data
Você conhece o comportamento do seu consumidor? Entenda com o Big Data!
conheca-comportamento-do-seu-consumidor-com-o-big-data

Você conhece o comportamento do seu consumidor? Entenda com o Big Data!

Atualmente, vivemos no que a Forrester Research chama de “The Age of the Customer” (A era do cliente), onde os consumidores, e não as organizações, estão conduzindo as decisões de negócios. Por esse motivo, é mais importante do que nunca para as empresas conhecerem seu público em um nível mais profundo. Isso é possível com o uso de Big Data.

De fato, essa tecnologia permite que as empresas possam, a partir de seus grandes volumes de dados, extrair informações valiosas que permitem descobrir em que seus clientes estão interessados, o que chama sua atenção e por que compram ou não determinado produto ou serviço.

À medida que as empresas avançam em suas estratégias de transformação digital, mais dados elas têm à disposição para serem explorados.

Mas, afinal, como uma solução de Big Data pode ajudar as empresas a conhecer o comportamento de seus consumidores? Descubra a seguir!

O Big Data ajuda na definição de Personas

Personas são essencialmente características que representam vários segmentos de sua base de clientes.

Compreender a arte da segmentação de  consumidores pode ser muito útil para direcionar mensagens de marketing e campanhas publicitárias.

Esses segmentos contêm informações detalhadas, como dados demográficos, fontes de influência, motivadores, renda média e assim por diante.

As características demográficas comumente coletadas incluem:

  • Composição familiar e estado civil;
  • Situação de emprego;
  • Grau de instrução;
  • Nível de renda;
  • Gênero;
  • Idade;
  • Etnia; etc.

Vale lembrar que esse tipo de dados são protegidos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e sua empresa precisa seguir procedimentos específicos para coleta, armazenamento e tratamento dessas informações.

As informações pessoais não identificáveis ​​comumente coletadas incluem:

  • Como eles respondem emocionalmente aos eventos;
  • Onde procuram informações sobre o produto;
  • Por que eles interagem com sua empresa;
  • Quem influencia as decisões de compra;
  • O que eles querem da sua empresa;
  • Comportamentos passados;
  • Localização geográfica;
  • Objetivos pessoais;
  • Estilo de vida;
  • Interesses;

Por incrível que pareça, sua empresa possui muitas dessas informações, dentre outras, ou pode obtê-las facilmente. O grande desafio é segregá-las dentre imensos volumes de dados.

Porém, com o auxílio de uma ferramenta de Big Data, essa tarefa torna-se fácil e até mesmo intuitiva.

Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil elaborar campanhas de marketing mais direcionadas e assertivas. Também possibilita que sua empresa possa implementar melhorias em produtos e serviços, para que eles possam, de fato, atender às expectativas dos clientes. 

Tudo isso contribui para uma maior conversão e  fidelização de clientes, o que impacta positivamente nas vendas e na lucratividade de sua empresa.

Permite identificar seus cliente mais valiosos

Saber quais clientes são seus compradores mais valiosos é importante porque o ajuda a concentrar seus esforços.

As empresas geralmente definem seus clientes mais valiosos como os compradores que gastam mais dinheiro. No entanto, você pode descobrir que esses clientes são os mais caros de manter e os menos leais a longo prazo.

Com o auxílio do Big Data, você pode calcular vários fatores que ajudam você a obter mais informações sobre seus compradores. Você pode obter métricas como:

Ticket Médio: quanto seus clientes gastam em uma compra típica? Olhe para isso não apenas em conjunto, mas por cada persona. Leve também em consideração o fato de que as pessoas compram com base no valor, não apenas no preço. Considere que você pode vender mais para alguma de suas personas usando ações para desenvolver conhecimento e interesse em outros produtos.

Valor vitalício: Quanto dinheiro a buyer persona gasta com você durante sua vida? Essa métrica indica o relacionamento que você tem com seus clientes e permite que você saiba quanto vale a pena investir para construir relações de longo prazo.

Custos de aquisição: quanto você gastou em marketing e vendas para conseguir determinado tipo de cliente? Se você gasta muito, espera-se que seus clientes não custem muito para manter e que ofereçam um retorno do investimento, no máximo, a médio prazo. Se esse não for o caso, você pode precisar reavaliar seus métodos de aquisição.

Custos de retenção: O que seus clientes precisam de você para permanecer? Eles precisam de muito suporte, treinamento ou comunicação? Normalmente custa mais adquirir um cliente do que mantê-lo. Certifique-se de que está fazendo o melhor para  construir relacionamentos com seus clientes e fazer com que eles se sintam valorizados.

Felicidade do cliente: seus clientes estão  satisfeitos com seus produtos ou serviços? Existem grupos de clientes satisfeitos e insatisfeitos e qual é a diferença entre os dois? Investigar isso pode revelar falhas, destacar as melhorias necessárias e até mesmo indicar que você precisa se ajustar às expectativas do cliente.

Outras análises de Big Data

Utilizando ferramentas de Big Data, sua empresa pode obter informações de mercado essenciais para sua estratégia de negócios, tais como tendências de comportamento, novos interesses, probabilidade de acontecimentos futuros, etc.

Você também pode avaliar como seus clientes se comportam mediante determinados estímulos e medir a eficácia de suas ações de marketing.

Considerações finais

A utilização de Big Data tem se tornado essencial para as estratégias de negócio. Com a ajuda das ferramentas corretas, você pode, por exemplo, descobrir tendências demográficas e de comportamento que se correlacionam com seus melhores clientes (compradores cujo valor vitalício é maior do que a combinação de custos de aquisição e retenção).

Isso permite que sua empresa se concentre em ações voltadas a segmentos estratégicos de sua base de clientes, garantindo um melhor retorno do investimento.

Com o auxílio de ferramentas de Big Data, você também pode segmentar seus clientes em vários grupos definidos por comportamento, demografia, etc. Esses grupos devem ser priorizados pelo valor que fornecem à sua empresa.

Agora você já sabe como o Big Data pode ajudar sua empresa a conhecer os seus clientes de forma mais profunda.

Independentemente do tamanho da sua operação, entre em contato com a SantoDigital. Estamos à disposição para a ajudá-lo a potencializar com seu negócio com o uso das estratégias e ferramentas corretas!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: