Inteligência artificial na logística: como otimizar resultados e tornar sua empresa competitiva

Home Big Data
Inteligência artificial na logística: como otimizar resultados e tornar sua empresa competitiva
inteligencia-artificial-na-logistica-como-otimizar-resultados-e-tornar-sua-empresa-competitiva

Inteligência artificial na logística: como otimizar resultados e tornar sua empresa competitiva

O mercado econômico é um ambiente naturalmente competitivo, o que exige uma constante atualização por parte das empresas que a ele pertencem. Por conta disso, é crescente a busca por recursos e ferramentas capazes de aprimorar a performance e com o objetivo de obter melhores resultados. 

Aliado a esse contexto, a era da transformação digital e o avanço das tecnologias, além de democratizarem o acesso a esses recursos, colaboram para o crescimento dos negócios.

Empreendimentos de diversos tipos e tamanhos podem investir em tecnologias e incorporá-las à sua estrutura para se tornarem mais competitivos em relação a seus concorrentes. Um dos exemplos dessas tecnologias é o uso de Inteligência Artificial (IA), ferramenta que confere aos sistemas a capacidade humana de reproduzir comandos de forma inteligente e automatizada. 

Segundo um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), no ano de 2020, os investimentos globais de capital de risco – modalidade de investimento em que são aplicados recursos financeiros em empresas de pequeno e médio porte com grande potencial de crescimento – em inteligência artificial tiveram crescimento de 15% em relação ao ano anterior, excedendo os US$ 80.000 milhões. 

A incorporação da Inteligência Artificial no mercado como um todo já é uma realidade. E, há algum tempo, poderia ser até impensável unir inteligência artificial na logística de uma maneira que desse certo, mas a ferramenta tem se mostrado significativa no segmento. 

Dessa forma, com a IA, empresas de logística romperam com o modelo de operações que se adapta às variações de demanda para um modelo onde os gestores podem prever o comportamento do mercado e direcionar seus recursos em função disso. Isso traz mais rentabilidade e eficiência nos processos.

Um excelente exemplo da aplicação da Inteligência Artificial é por meio das smart cities, cidades que usam a tecnologia para otimizar o uso de recursos de maneira inteligente. Na logística, esse modelo surge como uma reação à logística tradicional. O objetivo da logística sustentável das smart cities é encontrar o equilíbrio econômico e ecológico por meio de uma adequação do transporte, distribuição e armazenamento de mercadorias.

A execução da Inteligência Artificial na logística

De uma maneira geral, as aplicações da Inteligência Artificial na logística ainda estão em desenvolvimento, mas o seu máximo potencial está previsto já para os próximos anos. Algumas práticas de IA são conhecidas e usualmente incorporadas no setor, de forma que ela opera, sem interferência humana, com base na combinação de três elementos:

  • Algoritmos: sequências finitas e ordenadas de operações para desempenhar uma tarefa específica;
  • Software: sequência de instruções que o computador interpreta para executar uma tarefa específica – ou também os programas que comandam o funcionamento da máquina.
  • Machine Learning: o método do “aprendizado de máquina”, que analisa os dados e automatiza a construção de modelos analíticos com base no próprio histórico registrado e na repetição de comandos. É um ramo da inteligência artificial sustentado pela tese de que sistemas podem aprender com dados, identificar padrões e tomar decisões com o mínimo de intervenção humana.

Através da combinação desses elementos, a Inteligência Artificial na logística é capaz de auxiliar desde os processos de gerenciamento de armazenagem até as questões de transporte, gestão de frotas e monitoramento de motoristas.

Vamos por partes: toda a divisão do departamento logístico, desde a recepção de mercadorias, armazenamento de estoques, separação de produtos até a expedição, necessita do máximo de atenção e precisão, certo? Ou seja, qualquer eventual falha que possa acontecer ocasiona em atrasos, divergências ou incompatibilidade de informações, acarretando em problemas e insatisfação do cliente final. 

Nesse sentido, aplicar a Inteligência Artificial na logística tem o objetivo de automatizar demandas e torná-las minimamente falháveis. Resultados com esse tipo de tecnologia acabam impactando positivamente na experiência do cliente e no crescimento do negócio.

Como a Inteligência Artificial na logística funciona na prática?

A automação de processos como recebimento de mercadorias, armazenagem, estoque, separação de produtos, realização da entrega ao cliente e devoluções é o que promete a Inteligência Artificial na logística, uma vez que as tarefas são repetidamente realizadas pelas máquinas até que seja definido qual o melhor procedimento para cada situação. 

Em geral, isso é possível graças ao conceito de machine learning visto anteriormente: as máquinas aprendem configurações e automações que possibilitam que comandos sejam repetidos quase que de forma independente dos humanos. 

Os sistemas de IA têm o propósito de reduzir danos e potencializar resultados por meio das seguintes otimizações:

Rotas de transporte mais eficientes e seguras

A Inteligência Artificial pode ajudar na otimização de rotas e ainda reduzir acidentes de trânsito por meio do sistema Advanced Driver Assistance Systems (Sistemas Avançados de Assistência ao Motorista). Essa tecnologia monitora as atividades de um veículo de transporte, como o comportamento do motorista, itinerário e condições da rodovia, que são gravadas e enviadas via nuvem para os gestores logísticos responsáveis. Esses dados são analisados e posteriormente utilizados para planejar rotas mais seguras para os motoristas, mais rápidas para o consumidor final e mais eficientes para todos. 

Controle de dados e informação da cadeia de suprimentos

A automatização de informações e dados da cadeia logística de suprimentos permite controlar, por exemplo, o rastreamento dos pedidos e a revisão em tempo real da alocação das mercadorias estocadas. 

Previsão de tendências de consumo

Com ajuda do big data, ferramenta que analisa estrategicamente um grande volume de dados, a Inteligência Artificial cruza informações internas, como histórico de vendas e produtos mais comprados, com informações externas, extraídas de redes sociais, fóruns e outros locais da Internet. Dessa forma, o sistema analisa quais são as intenções de consumo dos usuários, prevendo seus respectivos comportamentos e demandas. Aí entra a logística antecipatória, prevendo – e evitando – problemas como quebra de estoque e armazenamento de mercadoria em excesso.

Armazéns automáticos

Os armazéns automáticos consistem em uma combinação de robótica e software de gerenciamento, sendo uma instalação na qual máquinas e sistemas automáticos realizam operações distintas da cadeia de suprimentos logísticos. Assim, eles são elementos estratégicos desse tipo de atividade. Algumas das atividades realizadas são receber e armazenar mercadorias, processar pedidos e expedir pacotes de forma autônoma.

E quais benefícios essas aplicações da Inteligência Artificial na logística trazem?

Todos esses processos contribuem significativamente em diversos aspectos da cadeia logística, dentre eles:

  • Redução de danos e custos;
  • Economia de tempo;
  • Aumento da produtividade;
  • Otimização da armazenagem;
  • Agilidade na fiscalização em postos fiscais, alfândegas e aduanas;
  • Otimização da tomada de decisões.

É importante destacar que todas essas vantagens refletem na experiência positiva do consumidor, pois o conjunto destas ações resulta em entregas ágeis, dentro do prazo cumprido, com mercadorias em perfeito estado e um atendimento personalizado. Conheça aqui algumas estratégias de logística que, somadas a estas, acrescentam e muito na experiência do cliente.

Como foi possível perceber, logística e Inteligência Artificial são áreas que estão cada vez mais próximas. Por isso, ao escolher parceiros logísticos, selecione aqueles que investem em soluções inovadoras, processos inteligentes e impactos positivos. 

A gestão dos fretes, por exemplo, exige diversas tomadas de decisões que devem ser otimizadas para obter melhores resultados. Nesse sentido, a Kangu surge como uma plataforma de envios de mercadorias com a premissa de mudar a maneira de fazer entregas nas cidades.

Com um modelo sustentável de negócios e auxílio de tecnologias de Inteligência Artificial, a Kangu busca revolucionar a movimentação de encomendas por meio da tecnologia, viabilizando envios que impulsionam negócios, pessoas e a vida nas cidades.

Dentro desse modelo urbano e flexível de entregas, a Kangu oferece o Ponto Kangu, que consistem em em estabelecimentos comerciais treinados, que usam espaços antes ociosos para serem locais de recebimento, envio e armazenagem dos produtos. O lojista vai até um Ponto Kangu e posta sua mercadoria super rápido, em apenas 1 bipe – e ainda sem filas ou aglomerações. Saiba mais sobre os Pontos Kangu e como eles podem auxiliar você no crescimento do seu negócio.

Já com a SantoDigital, a maior parceira Google Cloud da América Latina, você encontra soluções em Cloud Computing e consultoria especializada para temas como Machine Learning e Inteligência Artificial para que sua empresa inove e entenda os benefícios e oportunidades que o uso dessas tecnologias podem trazer.

Sendo assim, aplicar a Inteligência Artificial na logística junto a outros facilitadores pode transformar operações, tornando as empresas mais estratégicas e competitivas. Esse conjunto de ações agrega valor à imagem do negócio, aumenta a lucratividade, reduz danos e deixa os clientes satisfeitos.

imagem com fundo roxo contendo de um lado, ilustração de identidades e do outro, o seguinte texto "Otimize os processos da sua empresa usando a tecnologia do Machine Learning e Inteligência Artificial do Santo iD" e botão azul abaixo da imagem com a chamada "Fale conosco e saiba mais sobre essa solução"

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: