Conheça os principais tipos de assinatura digital!

Home Inteligência Artificial
Conheça os principais tipos de assinatura digital!
Conheça os principais tipos de assinatura digital!

Conheça os principais tipos de assinatura digital!

Recursos como Machine Learning e Inteligência Artificial têm trazido às empresas do mercado novas oportunidades de negócio a cada dia. Dado o seu crescimento exponencial, é importante que os profissionais, especialistas e gestores passem a ter a oportunidade de explorar a área em segurança — esse é um dos motivos que fazem o conhecimento dos tipos de assinatura digitai ser tão importantes atualmente. 

Muitos negócios estão cada vez mais confiantes nas assinaturas digitais para garantir a segurança das transações eletrônicas. A tecnologia é usada para confirmar a identidade de um indivíduo e, assim, reduzir o risco de fraude. Com isso, fica mais difícil para os agentes e organizações maliciosas acessarem informações confidenciais ou realizarem transações indevidas. 

Como veremos em nosso conteúdo, as assinaturas digitais podem ser criptografadas e armazenadas em bancos de dados consideravelmente seguros. Isso dificulta o acesso indevido às informações pessoais dos usuários daquele sistema.

Além disso, as empresas que utilizam essa tecnologia têm menor custo com papel e impressão, visto que todas as transações são realizadas online. Se você quer saber mais sobre os principais aspectos que fazem a assinatura digital ser tão relevante no mundo corporativo moderno, não deixe de continuar a leitura de nosso artigo.

Nele, veremos quais os tipos dessas assinaturas e suas principais modalidades, sem deixar de lado os elementos básicos para facilitar um entendimento mais aprofundado desses elementos. Boa leitura!

Segurança é realmente tão importante?

Segundo pesquisas de mercado, vulnerabilidades existentes nos dispositivos conectados representaram um custo total de US$ 1 trilhão entre 2016 e 2021. A estimativa inclui gastos com reparações, perdas financeiras decorrentes da paralisação de atividades produtivas e roubo (ou perda) de propriedade intelectual, no mundo todo.

Pelo visto, preocupar-se com segurança digital é uma ação cada dia mais comum nas principais empresas do mercado. Sendo usada tanto com colaboradores quanto com clientes, é uma maneira de assegurar que os processos de negócios ocorram sem problemas — e, consequentemente, de aumentar a produtividade.

Assinatura eletrônica e digital, quais as diferenças? 

A assinatura eletrônica é a modalidade mais simples de assinatura disponível. Ela pode ser facilmente criada a partir de um arquivo de texto e não precisa de nenhuma autenticação especial para ser válida. A principal desvantagem dessa modalidade é que ela pode ser facilmente falsificada. 

Já a assinatura digital, além de ser, também, eletrônica, é mais robusta e segura, dado que é criptografada, portanto, mais difícil de ser falsificada. Ainda, essa modalidade precisa de um certificado digital válido emitido por uma autoridade de certificação (CA) para poder ser criada. 

Dessa forma, a assinatura digital é mais confiável do que a eletrônica e é a modalidade mais utilizada pelas empresas. A seguir, você poderá conferir quais são os principais tipos dessas assinaturas e suas respectivas demandas do mercado!

Quais os tipos de assinatura digital?

As assinaturas digitais podem variar em técnicas específicas para cada problema a ser explorado e solucionado. Buscando a segurança para seus usuários, muitas dessas técnicas utilizam criptografia de ponta, tornando muito difícil sua falsificação. A seguir, listamos os principais tipos de assinatura digital.

Assinatura hash

A assinatura hash é uma representação numérica de um dado, geralmente um arquivo de texto. A ideia por trás desse tipo de assinatura digital é que, se o documento for alterado, sua representação numérica (hash) também será alterada e não poderá mais ser verificada ou autenticada.

Assinatura criptográfica

A assinatura criptográfica é um tipo mais seguro de assinatura digital, pois usa uma chave privada para criá-la. Isso significa que somente quem possui a chave pode gerar uma assinatura válida para um documento, o que torna praticamente impossível falsificá-la em outros arquivos.

Assinatura eletrônica

Já citada, a tecnologia usada na assinatura eletrônica é o tipo mais comumente usado de assinatura digital. Nesse caso, um documento é “assinado” eletronicamente usando uma ferramenta especial que gera uma representação única.

Essa representação pode ser armazenada de várias formas, incluindo um arquivo anexado ao documento ou em um banco de dados centralizado para conferência. Como já dissemos, essa assinatura pode ser mais facilmente falsificada — o número gerado poderá também ser redefinido, possibilitando a fraude.

Onde são usadas essas assinaturas?

Essas assinaturas são usadas em diversas áreas do setor de Tecnologia da Informação, tais como:

  • biométrica: a assinatura biométrica é uma forma mais recente de assinatura digital, que usa características físicas únicas, como impressões digitais ou reconhecimento de voz, para autenticar um documento. Geralmente, os dados são criptografados;
  • arquivo: a assinatura de arquivo é um tipo especial de assinatura digital que cria uma representação numérica (hash) do conteúdo de um arquivo. Se o conteúdo do arquivo for alterado, a hash também será alterada, portanto, a falsificação poderá ser notada;
  • mensagem: a assinatura de mensagem é bem parecida com a assinatura digital de arquivos. Ela cria uma representação numérica (hash) do conteúdo de uma mensagem, sendo hospedada em um servidor confiável. A mensagem será invalidada em caso de a hash ter sido alterada em algum momento.

E muito mais — saiba que é possível assinar digitalmente os mais variados tipos de dados, como códigos-fonte, aplicações, certificados e diplomas.

Modelos de assinatura digital: simples, avançada ou qualificada?

As assinaturas digitais ainda podem ter 3 níveis de segurança: simples, avançada e qualificada. As primeiras, assinaturas digitais simples, são aquelas que não dependem de tanta segurança para que façam efeito.

Um exemplo é a assinatura online de um documento por um colaborador. A assinatura digital deverá conter dados que apenas identificam o usuário que se dispõe a assinar, como número do IP, data e hora ou números de série dos equipamentos utilizados no momento.

A assinatura avançada é aquela que torna mais difícil qualquer alteração por terceiros, pois envolve algoritmos complexos em sua aplicação. Ainda, as assinaturas avançadas devem oferecer a capacidade de o sistema conferir a exclusividade de acesso do signatário e sua identificação como assinante.

Apenas após confirmar o controle exclusivo da conta que o usuário assina é que se darão os processos de certificação que garantem que o documento não será indevidamente alterado.

Por último, a qualificada. São as assinaturas dependentes de autoridades públicas ou privadas para serem conferidas. São as mais seguras, muitas vezes obrigatórias em transações com órgãos públicos e negociações internacionais.

Qual é a melhor opção para a minha empresa? 

A melhor opção para a sua empresa vai depender do nível de segurança que você precisa e daquilo que você oferece. Se você precisa de uma solução mais segura, a assinatura digital é a melhor opção.

Já se a sua necessidade é apenas ter certeza da autenticidade de um documento, uma simples assinatura eletrônica poderá ser eficiente — é sempre bom buscar por apoio especializado. Saiba que a SantoDigital tem especialistas em cibersegurança que poderão ajudar muito a sua empresa a se proteger nesse novo mundo da tecnologia.

Se você está com dúvidas ou precisa de melhores soluções, saiba que estamos de portas abertas para recebê-lo. Que tal deixar um comentário do que achou de nosso conteúdo sobre tipos de assinatura digital? Teremos o imenso prazer de saber o que você acha dessas medidas para o mercado atual!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: