O que é o Google Stackdriver Profiler e sua utilização

Home Cloud Computing
O que é o Google Stackdriver Profiler e sua utilização

O que é o Google Stackdriver Profiler e sua utilização

Tão importante quanto construir e utilizar uma aplicação é garantir que ela funcione corretamente. Afinal, o desenvolvimento do setor de tecnologia da informação (TI) pode não revelar o cenário concreto da produção. Ao mesmo tempo, erros podem passar despercebidos e, como resultado, trazer efeitos negativos.

Nesse contexto, o Google Stackdriver Profiler é uma ferramenta bastante útil. Graças a esse recurso, é possível verificar as aplicações de forma diferenciada. A partir disso, as tomadas de decisão se tornam muito mais efetivas.

Se você quer saber como explorar essa novidade, acompanhe o texto a seguir. Nele, você vai descobrir o que é o Google Stackdriver Profiler e entender seu uso.

Afinal, o que é o Google Stackdriver Profiler?

É uma ferramenta de gerenciamento do Google Cloud Platform. Trata-se de um elemento capaz de identificar as aplicações com maior consumo de processamento ou de memória, bem como se há erros no uso ou na codificação desses elementos.

Basicamente, ele faz uma análise completa e apresenta uma lista de hierarquia de chamada. Com base nessas informações, os profissionais do departamento de TI podem identificar as aplicações que merecem prioridade.

Quais são as vantagens desse recurso?

Muitas vezes, uma aplicação subaproveitada ou com desempenho prejudicado nem é identificada, já que tudo parece funcionar corretamente — de forma profunda, porém, há falhas que afetam seu resultado final. Então, o primeiro benefício de usar o Google Stackdriver Profiler é a capacidade de identificar problemas.

Quando se reconhece que existe algo errado, é mais fácil fazer os reparos adequados. Além disso, falhas nas aplicações fazem o consumo dos recursos da nuvem ser ampliado. Isso aumenta a latência e pode prejudicar a experiência do usuário. Dessa forma, o empreendimento perde boas oportunidades.

Além disso, o aumento no consumo da nuvem também amplia os custos. Se a intenção é diminuir os gastos, o Google Stackdriver Profiler é de grande ajuda: como ele ainda está na versão beta, é gratuito — sem deixar de ser eficiente.

Para completar, ele é bastante útil para fazer a verificação contínua do sistema sem causar lentidão. Desse modo, não é preciso interromper as atividades ou sofrer com o aumento da latência.

Como usá-lo?

Para adotar essa ferramenta, é necessário configurar o Google Cloud Platform. Para isso, em primeiro lugar, faça login no projeto. Em seguida, habilite o Google Stackdriver Profiler com o código “gcloud services enable cloudprofiler.googleapis.com”.

Depois que a interface de programação de aplicações (Application Programming Interface – API) receber a permissão, instale a dependência pelo código “npm install –save @google-cloud/profiler”. Em seguida, configure o uso da ferramenta com “require(‘@google-cloud/profiler’).start();”.

O deploy encerra a etapa e garante a utilização adequada do recurso. Se a aplicação tiver características específicas, vale a pena verificar se é preciso fazer configurações extras. Depois, é possível usar os relatórios para tomar decisões e otimizar o uso da nuvem na estrutura.

O Google Stackdriver Profiler é muito útil para garantir total visibilidade às aplicações. Com um bom relatório de chamada, fica mais fácil identificar quais recursos exigem mais atenção e como eles devem ser configurados.

Já acompanha a Santo Digital no LinkedIn e no Facebook? Então, sigas nossos perfis e não perca nenhuma novidade ou atualização!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: