Infraestrutura em Cloud Computing: conheça os principais tipos e veja como pode ajudar na rotina

Home Cloud Computing
Infraestrutura em Cloud Computing: conheça os principais tipos e veja como pode ajudar na rotina
infraestrutura cloud computing

Infraestrutura em Cloud Computing: conheça os principais tipos e veja como pode ajudar na rotina

Não é por acaso que muitos serviços digitais funcionam a partir de uma infraestrutura em Cloud Computing. Esse modelo de computação oferece diversas vantagens para quem opta por investir nele. Mesmo para negócios tradicionais, cujas operações não precisam estar online para serem viáveis, ele pode ajudar a otimizar a rotina.

Veja como isso acontece e muito mais, neste artigo!

Para que serve a infraestrutura em Cloud Computing?

Basicamente, a infraestrutura em Cloud Computing possibilita o compartilhamento e uso de recursos de computação via internet. Assim, elimina a necessidade de downloads de sistemas operacionais e softwares ou hardwares para isso.

Dessa forma, as soluções de TI ficam disponíveis em qualquer lugar e a toda hora, por meio de acesso online, aumentando velocidade e o desempenho, a fim de melhorar a experiência dos usuários.

Quais são os principais tipos de infraestrutura em Cloud Computing?

Podemos dividir a infraestrutura em Cloud Computing em dois aspectos: tipos de serviços e tipos de nuvem. Veja, a seguir, as características de cada opção nessas duas categorias, e como elas permitem direcionar os recursos TI com maior eficiência!

Tipos de serviços

Os serviços em nuvem são um modelo de negócio no qual um provedor disponibiliza, por uma taxa de assinatura, aluguel ou plano, soluções tecnológicas — hardwares e softwares. Confira o que são SaaS, PaaS e IaaS, a seguir!

Infraestrutura como Serviço (IaaS)

Com a IaaS, os recursos de infraestrutura para transmissão e armazenamento — servidores, data centers, hardwares etc. — são alugados. Como a cobrança é condicionada ao volume acondicionado e trafegado ou aos equipamentos usados para tanto, essa é uma opção escalável, adaptando-se às necessidades do contratante ao longo do tempo.

Plataforma como Serviço (PaaS)

No PaaS, o serviço se trata da oferta de um ambiente de desenvolvimento, incluindo sistemas operacionais, ferramentas de programação, aplicativos de gerenciamento de bancos de dados e de Business Intelligence. Nele, é possível criar, executar, customizar ou otimizar softwares.

Software como Serviço (SaaS)

Nessa opção, o que é contratado é o acesso via internet a um software, sem comprar sua licença, eliminado a necessidade de downloads ou configuração e de investimentos robustos em equipamentos para acomodar o volume desses programas.

Tipos de nuvem

A infraestrutura em Cloud Computing pode ser organizada em três tipos diferentes de nuvem. A seguir, descubra quais são eles e para que são indicados!

Pública

Na nuvem pública, a infraestrutura é totalmente fornecida por terceiros e fica disponível para qualquer pessoa física ou jurídica contratá-la. O meio de conexão é online, podendo ser feito a partir de qualquer máquina. Mas isso não significa que o material salvo é de domínio público e que todos têm livre acesso. 

Veja o exemplo da Google Cloud. Ter contato com o que está armazenado nela depende de um login no Gmail e da autorização prévia — definindo quais ações podem ser feitas por quem recebe acesso — ou do envio de um link pelo cedente.

Nesse modelo de nuvem, enquanto quem salva algo é responsável pela integridade e natureza do conteúdo, o provedor tem obrigações com a manutenção e gerenciamento dos recursos que viabilizam sua operação, além de cuidar da segurança. Dessa forma, ela é a opção mais barata, sem deixar de atender plenamente às necessidades empresariais.

Privada

Ao contrário da pública, a nuvem privada exige investimento em infraestrutura, pois os equipamentos para armazenamento e outros recursos necessários ficam no domínio interno da empresa. Assim, somente computadores autorizados podem acessá-la. Ela é recomendada para organizações que atuam com dados sensíveis.

Híbrida

Como uma combinação das outras duas opções, a nuvem híbrida pode ser uma estratégia de negócios que queiram atender online, mas precisam manter informações inacessíveis. Enquanto alguns aplicativos e processos precisam ser acessados externamente, outros devem ser mantidos offline, sem que a comunicação entre eles e o compartilhamento de dados seja prejudicado.

Como a infraestrutura em Cloud Computing pode impactar o cotidiano da empresa?

Não são só grandes empresas que podem se beneficiar ao organizar seus recursos tecnológicos em uma infraestrutura em Cloud Computing. Pequenos e médios negócios podem obter vantagens com esse modelo, tais como:

  • redução de custos: investimentos em aquisição e manutenção de hardware ou com licenças individuais para a instalação de softwares em todas as máquinas são eliminados;
  • menor necessidade de espaço físico: com o armazenamento online, a empresa não precisa de uma área para colocar a infraestrutura de TI;
  • escalabilidade: a demanda de espaço no servidor ou de volume de tráfego pode ser redimensionada — aumentando ou diminuindo — de acordo com a necessidade do contratante;
  • mobilidade: o trabalho remoto gera economia para a empresa, bem como facilidade, conforto e agilidade para a equipe;
  • segurança: antivírus, firewalls, políticas de controle de acesso, atualizações e backups automáticos, assistência técnica e constante renovação de recursos são alguns dos elementos que garantem a proteção contra falhas internas ou ataques virtuais;
  • tomada de decisão mais eficiente: todos os dados ficam salvos no mesmo lugar e podem ser facilmente encontrados, lidos ou compartilhados, embasando escolhas mais certeiras da gestão;
  • computação de alto desempenho: apesar de econômica, a infraestrutura em Cloud Computing é robusta, suportando o processamento de grandes volumes de dados sem riscos de interrupção.

Quais são as principais soluções de infraestrutura em Cloud Computing?

Para você entender melhor como a infraestrutura em Cloud Computing pode ajudar na rotina de sua empresa, elencamos as principais soluções que ela fornece. Não deixe de conferir, a seguir!

Migração de aplicativos

Com a migração de aplicativos para a nuvem, o custo-benefício desses softwares é otimizado, tanto pela melhoria do desempenho da solução quanto pela redução de valores de manutenção.

Softwares em nuvem

Contar com SAP, ERP, CRM ou outras ferramentas em nuvem torna seu acesso mais rápido e flexível. O desempenho não fica limitado à potência da máquina em que está instalado, nem o colaborador depende de estar fisicamente na empresa para agilizar qualquer processo importante.

Áreas de trabalho virtuais

Outra solução que permite o trabalho remoto são os ambientes virtuais. Segurança, escalabilidade, acesso rápido e unificado a dados, redução de custos, agilidade operacional entre outros benefícios, são alguns dos diferenciais desse modelo de trabalho.

Backup e recuperação de desastres

Com os dados se tornando uma vantagem estratégica e competitiva para empresas, implementar o backup automático e a recuperação de desastres em nuvem é uma segurança, eliminando o risco de perder informações valiosas e sensíveis.

Passar a administrar os recursos tecnológicos de sua empresa em uma infraestrutura em Cloud Computing agrega diversas vantagens. Por ser uma opção flexível, apresentando diferentes configurações, ela ajuda na rotina de pequenos, médios e grandes empreendimentos.

Agora que você já sabe os benefícios de uma infraestrutura em Cloud Computing na sua empresa, veja também como modernizar sua infraestrutura ou entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar sua empresa a entrar na computação nuvem!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: