VDI (Virtual Desktop Infrastructure): o que é e por que implementar seus recursos?

Home Segurança
VDI (Virtual Desktop Infrastructure): o que é e por que implementar seus recursos?
vdi

VDI (Virtual Desktop Infrastructure): o que é e por que implementar seus recursos?

Independentemente do tamanho da sua empresa, saiba que a estrutura de TI usada pela equipe impacta diretamente na produtividade e na segurança do sistema. Quanto menos trabalho operacional for realizado, mais trabalho estratégico é feito. Nesse sentido, muitos negócios têm optado por usar sistemas operacionais que mantenham as informações corporativas protegidas, e uma solução que vem ganhando bastante popularidade é o VDI (Virtual Desktop Infrastructure). 

VDI representa a virtualização do sistema operacional de um computador, permitindo a criação de inúmeras máquinas virtuais dentro do sistema. Desse modo, cada máquina usada pelos colaboradores funciona como um ponto de acesso individual para o sistema da empresa.

Continue a leitura deste conteúdo para entender como essa tecnologia funciona e o que ela pode fazer pelo seu empreendimento.

O que é VDI?

O conceito de VDI é uma junção de tecnologias distintas que permitem a hospedagem de ambientes de desktop diferentes em um servidor remoto, gerenciado de forma centralizada. Tais ambientes podem ser acessados de qualquer lugar e a qualquer hora pelo usuário.

Uma boa forma de visualizar esse sistema é imaginando um supercomputador, localizado em um espaço no qual você não consegue enxergar. A máquina tem uma área de trabalho com um sistema operacional, como o Windows, além de dados comerciais, programas para gerenciamento de arquivos, software de comunicação, contabilidade e outros.

O VDI clona a área de trabalho desse megacomputador, permitindo que os usuários a acessem remotamente, por meio de seus dispositivos pessoais. Em geral, existem dois tipos de VDI, como você pode ver abaixo.

VDI persistente

Esse modelo permite que os usuários se conectem individualmente ao mesmo virtual desktop, mas essa alternativa requer um grande espaço de armazenamento, já que os arquivos são guardados separadamente para cada usuário. O VDI persistente é especialmente recomendado para usuários que precisam dar continuidade aos seus projetos, como gerentes de produto, designers gráficos e engenheiros.

VDI não persistente

Essa versão entrega aos usuários uma área de trabalho selecionada aleatoriamente do grupo de desktops, sempre que eles fizerem login. Como as alterações que os usuários individuais fazem nas estações de trabalho não são salvas, esse tipo de software VDI é o mais adequado para os trabalhadores que não precisam do mesmo ambiente todos os dias, como atendentes de telemarketing.

Como o VDI funciona?

Há diversas maneiras de aplicar essa solução em um negócio, mas todas consistem em remover o sistema operacional da máquina usada pelo colaborador. Assim, ele poderá usar o sistema a partir de outros dispositivos remotamente. Veja, a seguir, suas principais funcionalidades.

Aplicações virtuais com base em host

Como dissemos, sua maior função consiste na virtualização de servidores. Todos os dados essenciais da empresa ficam armazenados no Data Center, que pode ser acessado remotamente pelos funcionários. Cada fonte de acesso pode ser associada a um usuário e personalizado conforme sua função.

Hospedagem compartilhada

Nesse cenário, os usuários acessam a área de trabalho a partir de um ambiente compartilhado. Isso significa que várias pessoas utilizam o mesmo sistema ao mesmo tempo, como uma configuração de base central. Assim, qualquer alteração é recebida e compartilhada simultaneamente.

Por que o VDI é útil na empresa?

Usar um VDI é fundamental para organizar os processos internos de qualquer negócio, mesmo os de pequeno porte. Veja, a seguir, suas utilidades para a empresa.

Centralização de informações

Conforme uma empresa expande seus negócios e aumenta seu capital — humano e financeiro —, torna-se cada vez mais fundamental que todos os seus funcionários consigam acessar suas informações mais importantes. Assim, ter um centro de informações ou um servidor ativo para dados do cliente, facilitando o acesso de vários funcionários, é importante, especialmente na era da informação e conectividade. 

Dependendo de como você aplica o VDI na empresa, essas informações podem ser facilmente compartilhadas entre diferentes usuários com facilidade.

Segurança para os dados

É bem mais complicado garantir a segurança da informação de inúmeras máquinas do que proteger apenas uma por vez. Muitos profissionais de TI têm buscado centralizar os sistemas da empresa para reduzir a necessidade de gerenciar os computadores individualmente. 

Ao usar somente uma central para administrar os sistemas empresariais, fica mais fácil evitar o roubo de dados e outros prejuízos, como a perda de materiais e aparelhos — notebooks e outros.

Posicionamento em nuvem

Existem diversas vantagens em levar uma aplicação corporativa a fazer a gestão de infraestrutura em cloud. Algumas delas incluem a escalabilidade do negócio, o aumento da performance, a disponibilidade e a segurança dos dados. 

Esses são apenas alguns dos benefícios obtidos ao escolher usar um ambiente alocado em nuvem em vez de uma estrutura física. Ao adaptar essa realidade ao VDI, as vantagens são exponenciadas. As principais delas estão listadas a seguir.

Trabalho remoto

Como um VDI facilita a centralização de sistemas empresariais, muitas organizações estão implementando essa solução para gerenciar o trabalho remoto.

Uso de aparelhos pessoais

O VDI é a resposta para profissões e tarefas que exigem, do colaborador, o uso de dispositivos pessoais. 

Já citamos por aqui o fato de o virtual desktop ser um sistema centralizado. Isso facilita a utilização de uma gama de aparelhos diferentes. Além disso, os dados essenciais da empresa não são compartilhados com cada dispositivo, mantendo a segurança das informações corporativas.

Trabalho por turno

Conforme mencionamos acima, um VDI não persistente é ideal para ambientes de trabalho com um número grande de colaboradores, mas que utilizam o mesmo software para realizar tarefas limitadas. Um bom exemplo disso são as centrais de atendimento ao cliente.

Quais são as vantagens do VDI?

Uma das grandes vantagens é a possibilidade de utilizar um thin client — computadores sem alimentação comum, com baixo custo e manipulação única. Ao usar esse equipamento, a empresa economiza dinheiro e diminui a complexidade de seus processos. 

Como esse é um hardware mais simples e não oferece a capacidade de hospedar um sistema normalmente, o VDI garante que os usuários acessem os sistemas operacionais remotamente.

Em outras palavras, essa estratégia separa software de hardware, gerando a capacidade de gerenciar servidores em qualquer máquina — por meio de um thin client, um computador ou um dispositivo móvel. Mesmo os equipamentos obsoletos da empresa podem ser usados ​​como clientes para um VDI, sem a necessidade de atualizá-los. 

Confira, a seguir, outras grandes vantagens dos desktops virtuais.

Integração

O VDI gera uma centralização para o gerenciamento. Em vez de controlar cada máquina separadamente, o gerenciamento deve se concentrar apenas nos servidores de Data Center. Dessa forma, é possível reduzir a administração da infraestrutura, garantindo que os sistemas estão bem integrados e se comunicam entre si.

Segurança

Problemas de nível de segurança que ocorrem no cliente, ou seja, nos computadores que hospedam o sistema virtualizado, não impactam os servidores centralizados, afinal, os usuários só têm acesso a uma área de trabalho remotamente. 

Outra vantagem é a possibilidade de recuperação posterior com ferramentas específicas, para garantir que o fluxo de trabalho não seja comprometido.

O ambiente virtual tem comunicação criptografada, proteção contra cópia e vazamento de dados. Desse modo, a empresa reforça a segurança e garante o suporte para a continuidade dos processos.

Flexibilidade

Outra característica é a flexibilidade — uma vantagem que, hoje, destaca as empresas das concorrentes. Com essa tecnologia, é mais fácil construir sistemas e adaptar a infraestrutura às necessidades, além de implementar novas configurações e funcionalidades. 

As atualizações e a manutenção também são simples, pois requerem apenas o gerenciamento de máquinas centralizadas, e não de todas as máquinas. Nesse sentido, o VDI se torna crucial para organizações, pois atende às necessidades de transformação digital. 

Assim, o ambiente torna-se mais ágil e dinâmico, pronto para a inovação e modernidade nas operações, além de estimular o crescimento.

Mobilidade

O VDI também oferece suporte aos funcionários para acessar o sistema operacional da empresa a qualquer hora, em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Essa ferramenta é interessante, inclusive, para que os profissionais possam trabalhar em casa e ficar à vontade em todas as partes da empresa.

Não importa o tipo de máquina: todo o conteúdo pode ser acessado e gerenciado remotamente, sem o envolvimento de hardware. Como mencionado anteriormente, até smartphones podem ser usados.

Controle

A gestão consegue controlar, de forma mais eficaz, as atividades do usuário, acompanhando as tarefas de todos e seu trabalho diário. É possível garantir, portanto, que todos contribuam para o desenvolvimento da empresa e prestem o melhor serviço sem se distrair. O líder, então, monitora os hábitos dos membros e sua produtividade com precisão, para garantir que o risco seja baixo.

Recursos

Por meio do compartilhamento de recursos no servidor central, se os usuários não utilizarem o número máximo de componentes para suas atividades, o poder de computação restante pode ser transferido a outros usuários.

É possível garantir a eficiência do equipamento e a melhoria do processo interno sem parar a máquina. Geralmente, o desempenho é otimizado para fornecer suporte às operações internas.

Outra vantagem associada a isso é o aumento da eficiência energética. Com essa ferramenta, a empresa consegue reduzir o uso de energia e economizar dinheiro, otimizando o uso para garantir bons resultados e melhor desempenho — afinal, há menos demanda por equipamentos físicos.

Como implementar o VDI?

Para incluir um VDI na infraestrutura de TI da empresa, é importante implementar um ambiente HCI (Infraestrutura Hiperconveniente). Isso acontece porque as HCIs oferecem um alto desempenho, fundamental para a centralização dos sistemas de uma empresa. 

Caso o seu negócio utilize menos de 100 desktops virtuais, essa mudança para o HCI não é necessária. Ainda assim, existem algumas considerações que precisam ser analisadas antes e durante a implementação do VDI. Confira as principais a seguir.

Prepare a rede da empresa 

Como o bom desempenho da VDI está diretamente relacionado a uma boa conexão de rede, procure identificar os horários de pico de uso e demanda para garantir a máxima capacidade de rede.

Evite o aprovisionamento insuficiente 

Use ferramentas de monitoramento de desempenho para planejar sua capacidade com antecedência, de forma a entender os recursos consumidos por cada desktop virtual. Além disso, certifique-se de entender seus requisitos gerais de consumo de recursos.

Conheça as necessidades dos usuários 

Os usuários precisam personalizar sua área de trabalho ou podem exercer suas atividades em uma área de trabalho universal? Em outras palavras, qual configuração de VDI é melhor para a sua organização: persistente ou não persistente? Quais são os requisitos de desempenho do usuário? 

Você precisa fornecer configurações diferentes para usuários que realizam tarefas com muitos gráficos e usuários que precisam apenas de acesso à Internet.

Analise a facilidade de uso e a simplicidade do sistema

Escolha um software VDI que seja amigável para os gerentes de TI. Esse pessoal precisa ter um entendimento completo da tecnologia usada e ser capaz de simplificar as operações quando uma atualização é necessária, sem se cansar de procedimentos complicados.

Atente-se à segurança 

O VDI escolhido precisa ter configurações de segurança avançadas, como criptografia dinâmica e autenticação multifator. Se você usou ou planeja usar um software de antivírus e programas VPN, verifique a compatibilidade deles antes de escolher o software VDI.

Faça um teste piloto antes da prática real 

A maioria dos provedores de virtualização fornece ferramentas de teste, que você pode usar para verificar o desempenho do ambiente virtual com antecedência. Isso é importante para garantir que você configure corretamente todos os recursos.

Como você pôde notar, usar um VDI significa aproveitar diversas vantagens, como a mobilidade do usuário, fácil acesso, flexibilidade e mais segurança. No passado, seus requisitos de alto desempenho tornavam essa ferramenta cara e desafiadora para implantar em sistemas legados, o que era um obstáculo para muitas empresas. 

O número de negócios que passaram a utilizar essa solução aumentou bastante recentemente, o que tornou sua implementação mais fácil, rápida e democrática. 

A partir deste conteúdo, você pôde analisar a infraestrutura da sua organização e estudar quais opções de VDI se encaixam melhor nas necessidades do seu negócio. Essa é uma excelente maneira de otimizar os processos e evitar desperdício de recursos e mão de obra.

Gostou de saber mais sobre VDI e suas vantagens? Confira o que a Santo Digital pode fazer pelo seu negócio!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: