Software como serviço: conheça 4 vantagens de usar SaaS

Home Google Cloud Platform
Software como serviço: conheça 4 vantagens de usar SaaS

Software como serviço: conheça 4 vantagens de usar SaaS

Você já sabe o que significa SaaS, ou software como serviço? Se já conhece, vamos relembrar o que é, antes de abordar as vantagens de seu uso pelas empresas.

Resumidamente, SaaS, da expressão inglesa Software as a Service, é um modo de distribuição de software pelo qual um provedor hospeda aplicativos na nuvem, para que sejam oferecidos aos clientes pela internet. Isso significa que, em vez de comprar a licença para usar o software de seu interesse, você pode contratá-lo como um serviço e pagar por ele conforme o uso. Um ótimo exemplo de software como serviço é o Google Drive, que oferece armazenamento de arquivos na nuvem e possibilita que vários usuários compartilhem e editem documentos em tempo real.

Parece vantajoso? E é mesmo. O modelo SaaS vem prosperando nos últimos anos devido aos benefícios que oferece, principalmente às pequenas e médias empresas, que têm acesso à tecnologia de ponta pagando bem menos por isso. Vamos analisar alguns desses benefícios?

1. Praticidade

Tradicionalmente, as empresas precisavam comprar licenças e assumir a arquitetura e a manutenção de uma estrutura interna de TI, arcando com os altos custos envolvidos. Com a oferta de software como serviço, as empresas agora contam com a opção de subscrever para serviços com infraestrutura compartilhada via internet.

Como os serviços são oferecidos por computação na nuvem, o SaaS elimina a necessidade de pagar por licenças para baixar e instalar aplicativos nos próprios computadores ou centro de processamento de dados da empresa.

O serviço é disponibilizado em qualquer computador ou dispositivo, a qualquer tempo, em qualquer lugar. E, ainda, os aplicativos do tipo SaaS oferecem interface amigável e uso simplificado, o que reduz a necessidade de treinamentos.

2. Flexibilidade na subscrição

Em vez de comprar software e hardware de apoio, os clientes podem fazer a subscrição para usar o serviço em nuvem, pagando mensalmente pelo que usar. Ao substituir os altos custos por despesas operacionais previsíveis, a empresa mantém um melhor controle sobre o orçamento.

Como os aplicativos SaaS são baseados em subscrição e não em aquisição, o cliente pode descontinuar o uso a qualquer tempo, se não estiver satisfeito. Com isso, os provedores de software como serviço se esforçam para manter um alto nível de qualidade.

Outra vantagem: o uso do SaaS é escalável, o que significa que o cliente tem a opção de acessar menos ou mais serviços ou recursos, conforme as necessidades da empresa.

3. Updates automáticos

A empresa não precisa se empenhar em adquirir software atualizado, pois o provedor do SaaS oferece atualizações automáticas e um eficiente gerenciamento de patches para manter o serviço em bom funcionamento. O provedor também cuida do gerenciamento de disponibilidade, então não há preocupação em adicionar hardware, software ou tráfego, à medida que o negócio cresce. Mais um fator que leva à redução de despesas com a manutenção de uma equipe interna de TI.

4. Customização e integração

Os fornecedores de SaaS com um modelo de arquitetura de software do tipo multitenant, em que um único aplicativo atende a múltiplos clientes, podem sempre se ajustar para atender às demandas da clientela. Muitos provedores de software como serviço também oferecem customização de recursos para atender necessidades específicas da empresa, além da possibilidade de integração com sistemas ERP.

Como você pode ver, não é à toa que a popularidade dos SaaS vem aumentando. Agora que você conhece as vantagens de optar por software como serviço para sua empresa, espalhe a informação entre seus amigos. Compartilhe nosso post em suas redes sociais!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: