Você sabe como funciona o Google Classroom?

Home G Suite for Education
Você sabe como funciona o Google Classroom?

Você sabe como funciona o Google Classroom?

Todo mundo que possui algum vínculo com instituições de ensino, seja professor, aluno ou colaborador, certamente deve ter ouvido falar do Google Classroom durante o ano de 2020. Isso porque essa ferramenta é uma das principais soluções de ensino a distância e tem sido essencial em tempos de COVID-19.

Aliás, essa não é uma ferramenta somente para o agora. Ela já existe desde 2014 e tem crescido significativamente em números de usuários desde seu lançamento. De fato,  o ensino a distância já era uma forte tendência global mesmo antes da COVID-19.

Dessa forma, as instituições que estão implementando soluções como o Google Classroom estão se preparando, também, para atender às demandas futuras do segmento da educação.

Mas, afinal, como funciona essa ferramenta? Quais os recursos que podem ser utilizados por alunos e professores? A resposta para essas e outras perguntas você encontra a seguir!

O que é Google Classroom?

O Google Classroom é uma plataforma que permite a implementação de rotinas de ensino à distância de forma fácil, funcional e integrada.

Como o nome sugere, trata-se de uma sala de aula online, cujo objetivo é simplificar a criação e aplicação de aulas remotas, facilitar a colaboração, melhorar a comunicação e muito mais.

Para desenvolver o Classroom, o Google contou com a participação de um grande número de professores para garantir que a ferramenta oferecesse uma experiência de uso atrativa e funcional para todos os participantes.

Como funciona o Google Classroom?

O Google Classroom é usado para organizar o trabalho de grupos de alunos ao longo do tempo, graças a vários tipos de recursos. Confira algumas de suas principais funcionalidades.

Organização de grupos

Para facilitar a gestão das aulas online, os professores devem criar as turmas, que são definidas por um grupo de alunos que seguirão uma série de atividades que serão propostas.

Mas a criação de turma não é a única forma de organização de grupos. Também é possível, por exemplo, criar um tema, como “reforço sobre o uso da tabela periódica”, destinado a todos os alunos com dificuldade neste tópico, mesmo que sejam de turmas diferentes.

Organização da comunicação

Em cada turma criada, existe uma aba chamada “Mural”, na qual é possível que todos participantes façam comentários, destaquem assuntos, postem dúvidas, lembretes, etc.

Esse recurso oferece as mesmas possibilidades de um e-mail, mas são agrupadas em um só lugar e constituem um tópico mais fácil de ser seguido pelos alunos.

Além disso, com o  Google Classroom é possível realizar aulas ao vivo, estimulando a interação em grupo e a colaboração.

Organização do trabalho

Em outra aba chamada “Atividades”, o professor pode adicionar exercícios, vídeos explicativos, textos para leitura, apresentação em slides, etc.

Para cada atividade, é possível definir prazo, pontuação, instruções e muito mais.

A sala de aula do Google Classroom é construída com base em um fluxo cronológico que reúne todas as informações e todas as tarefas que foram atribuídas aos alunos.

Ainda é possível criar deveres de casa a partir de diferentes aplicativos Google, como Documentos, Planilhas, Apresentações, Formulários, etc.

O Google Classroom distribui uma cópia editável de cada tarefa para cada aluno e salva a tarefa para que professores e alunos possam editá-la com a frequência que desejar.

Quais aplicações estão disponíveis?

O Google Classroom possui integração com o G Suite for Education, um conjunto de ferramentas e serviços gratuitos do Google adaptados ao contexto escolar. Dentre as principais aplicações podemos citar:

  • Google Drive: O Classroom permite organizar o Google Drive para se comunicar e compartilhar recursos de trabalho mais rapidamente com os alunos, garantindo que eles permaneçam facilmente acessíveis ao longo do tempo. Essa aplicação permite é compatível com um grande número de formatos de arquivos de vídeo, texto, planilhas, imagens, além de PDF e muitos outros.
  • Google Meet: O Meet é uma aplicação de videoconferência que permite a realização de aulas ao vivo ou interação em grupo, facilitando a comunicação, a  colaboração e, consequentemente, o aprendizado.
  • Editores: No Google Classroom, professores e alunos podem utilizar editores como o Planilhas, Documentos e Apresentações para a elaboração e realização de atividades. Os arquivos gerados são facilmente compartilhados e ficam armazenados em segurança no Google Drive. Isso garante que eles estejam sempre acessíveis.
  • YouTube: Os professores podem gravar videoaulas e fazer o upload no YouTube ou utilizar vídeos que já estejam disponíveis na plataforma para enriquecer suas explicações, propor atividades, etc.
  • Formulários: A aplicação de formulários pode ser utilizada para criar testes, provas, etc. As repostas fornecidas pelos alunos podem ser exportadas para o Planilhas, facilitando a correção e o feedback.

O Google Classroom ainda conta com integração com diversos aplicativos de terceiros voltados para a educação.

Como fazer para começar a utilizar?

Atualmente, instituições públicas e privadas podem utilizar o Google Classroom gratuitamente, apenas realizando o cadastro on-line na plataforma.

No entanto, a versão gratuita possui certas limitações como número de pessoas por turmas, número de turmas que cada usuário pode participar, número de convites, etc.

Para ter acesso a mais ferramentas e recursos, além de maiores possibilidades, as instituições de ensino podem contratar uma versão do G Suite for Education.

Se você deseja saber mais sobre a solução mais completa, e as vantagens que ela tem a oferecer, entre em contato com a SantoDigital.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: