Marketing 5.0: entenda o que é e quais são os principais pilares

Home Managed Services
Marketing 5.0: entenda o que é e quais são os principais pilares
marketing 5.0

Marketing 5.0: entenda o que é e quais são os principais pilares

Cinco anos após o lançamento do livro Marketing 4.0: do tradicional ao digital, Philip Kotler — economista americano conhecido como o “pai do marketing” — publicou, no início de 2021, seu mais recente trabalho: Marketing 5.0: Technology for Humanity, sem tradução. 

Nas 200 páginas de seu mais recente livro, Kotler condensa estratégias de marketing unidas à transformação digital para que as empresas consigam superar os obstáculos da pandemia. A proposta é mostrar como criar conexões sólidas com o público e não encarar as soluções como um “quebra-galho” para o momento. Continue acompanhando este conteúdo para entender mais sobre o assunto!

O que significa o Marketing 5.0?

Se antes, com o Marketing 4.0, as empresas usavam as tecnologias em suas estratégias apenas para atingir o público, hoje, começam a enxergar que essas ferramentas são fundamentais para fazer a manutenção interna do negócio. Assim, Kotler ajuda os profissionais da área a compreenderem que esse novo modelo de marketing serve para criar, comunicar e entregar ainda mais valor ao cliente.

No caso da comunicação, o conceito expõe a necessidade de implementar ferramentas de automação para realizar tarefas repetitivas ou de grande escala, a exemplo dos chatbots. O ponto é que tais interações precisam acontecer em uma linguagem humana, a fim de oferecer ao público uma experiência personalizada. 

Para implementar essa comunicação com eficiência, uma das soluções é adotar modelos de negócio que se sustentam no digital e investem em IoT (Internet das Coisas).

Qual é a importância do Marketing 5.0?

Conforme citamos inicialmente, a pandemia influenciou o surgimento do Marketing 5.0. Outra questão é que os clientes preferem negociar com empresas que os representam e se preocupam com o que eles defendem como valores. Consequentemente, iniciativas baseadas na responsabilidade social ambiental estão ganhando importância.

Além disso, o público entendeu seu valor para as marcas, e a tendência é usá-lo para beneficiar mudanças que essas pessoas considerem relevantes. Empresas que não prestam atenção nas necessidades dos clientes em meio a uma crise estão perdendo terreno.

Por outro lado, quem se adaptou tem tudo para sair ainda mais forte, com uma recuperação melhor. A mensagem é clara: empreendedores, gestores, líderes e profissionais do marketing devem planejar o posicionamento da marca no mercado, tanto interna quanto externamente.

Quais são os principais elementos do Marketing 5.0?

De acordo com o livro citado inicialmente, o Marketing 5.0 agrega alguns elementos fundamentais. Veja quais são eles.

Marketing ágil

Estruturado a partir de conceitos de Metodologia Ágil, trata-se da construção descentralizada e multifuncional para conceituar, projetar, desenvolver e validar produtos e campanhas de marketing. A agilidade organizacional para enfrentar um mercado em mudança está se tornando a segunda norma crítica que as empresas precisam dominar.

As equipes de marketing tendem a ser cada vez mais compostas por talentos interdisciplinares, em áreas que vão desde a comunicação até a tecnologia, permitindo que pessoas com diferentes conjuntos de habilidades e experiências colaborem.

Essas equipes também devem ser ágeis, multifuncionais, colocalizadas e autônomas, capazes de executar objetivos únicos e focados.

Marketing preditivo

Marketing preditivo é o processo de criação e previsão de análises, para prever os resultados das atividades de pré-lançamento. Essa primeira aplicação permite que as empresas visualizem como o mercado responderá. Esse é o resultado da triangulação entre as ações já realizadas, os dados obtidos e a aplicação da estratégia.

Marketing contextual

O Marketing contextual é a atividade de identificar e criar perfis automatizados, bem como fornecer clientes personalizados pelo uso de sensores e interfaces digitais no espaço físico. Para o Marketing 5.0, ele é a espinha dorsal para que os profissionais de marketing se comuniquem cara a cara na vida real, dependendo do contexto do cliente.

Nesse modelo, existem dados importantes a serem analisados, como o momento ideal para impactar um cliente. Com informações transparentes, os profissionais podem determinar a mensagem personalizada para o perfil de cada pessoa. Desse modo, são levados em conta os seguintes fatores:

  • gatilhos — dados que ajudam a identificar o melhor momento para impactar o público com alguma ação;
  • respostas — fase de planejamento da ação e execução de testes.

Marketing aumentado

O Marketing aumentado, por sua vez, é o uso da tecnologia para melhorar a forma como os profissionais trabalham. Bons exemplos disso são as ferramentas que replicam o comportamento humano, como os chatbots.

Essa questão aborda a possibilidade de aprimorar o relacionamento entre os humanos, aproveitando ferramentas tecnológicas. Por meio delas, é possível fornecer informações detalhadas, oferecer novos contatos e garantir que as pessoas se conectem.

Marketing baseado em dados

O Marketing baseado em dados é a atividade de analisar informações de várias fontes internas e criar um ecossistema de dados para otimizar decisões. Essa é a primeira disciplina do Marketing 5.0 — cada uma deve ser feita com dados suficientes para garantir boas decisões.

Como implementar o Marketing 5.0 na empresa?

Segundo Kotler, o intuito do Marketing 5.0 é aprender sobre as ferramentas que, logo, serão indispensáveis para o trabalho do profissional de marketing, como IA (Inteligência artificial) e algoritmos, automação de marketing, robótica, sensores e IoT (Internet das Coisas), realidade virtual aumentada, chatbots, neuromarketing e ciência cerebral.

No geral, as organizações precisam se dedicar a:

  • atingir o cliente emocionalmente;
  • fazer com que os clientes se transformem em embaixadores da marca;
  • dar suporte a causas justas, como responsabilidade ambiental;
  • aproveitar o Marketing sensorial para estimular os cinco sentidos do público;
  • atrair o consumidor com tecnologia e educá-lo sobre como utilizar o produto da empresa;
  • juntar ferramentas tecnológicas com humanização.

Neste conteúdo, falamos sobre Marketing 5.0, sua importância, seus elementos e as etapas de implementação. Agora, você pode colocar em prática os conceitos e as dicas que aprendeu ao longo da leitura.

Nesse desafio, a adaptabilidade é uma das competências exigidas, pois será necessária para conduzir a sua marca ou negócio a um novo formato de marketing, sem descuidar do público que afeta a sua essência.

Gostou deste conteúdo? Então, siga-nos nas redes sociais para acompanhar nossas dicas sobre outros assuntos! Estamos no Facebook, no Twitter, no LinkedIn, no YouTube e no Instagram.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: