Descubra como o Kubernetes pode contribuir para automatização de containers

Home Outros
Descubra como o Kubernetes pode contribuir para automatização de containers

Descubra como o Kubernetes pode contribuir para automatização de containers

Não é segredo que o uso de aplicativos em contêineres vem crescendo exponencialmente nos últimos anos. Ser capaz de iterar e liberar um aplicativo provisionando suas dependências é um grande avanço, pois ajuda as empresas a serem mais ágeis e competitivas. Nesse sentido, o Kubernetes  surge como uma ferramenta indispensável para os negócios!

Segundo o Gartner, mais de 75% das organizações globais estarão executando aplicativos em contêineres em produção até 2022. Esse crescimento deve-se, em grande parte, ao processo de automatização. Quer entender como isso funciona no Kubernetes? Então, continue a leitura!

O que é o Kubernetes?

Trata-se de um sistema de orquestração de containers, ou seja, uma ferramenta que gerencia o ciclo de vida de aplicativos em contêineres em toda uma cadeia.

É um tipo de meta-processo que concede a capacidade de automatizar a implantação e o dimensionamento de vários containers ao mesmo tempo.

Atualmente, é comum que haja vários contêineres executando o mesmo aplicativo. Eles funcionam como réplicas e servem para equilibrar as solicitações recebidas.

Com o Kubernetes, eles são agrupados e supervisionados, visando a garantir que estejam operando corretamente.

Quais as vantagens da automatização de containers?

Para organizações que operam em grande escala, uma única instância de container Linux não é suficiente para atender a todas as necessidades de seus aplicativos.

Dessa forma, não é incomum que aplicativos mais complexos, como aqueles que se comunicam por microsserviços, exijam vários contêineres interligados.

Essa arquitetura introduz um novo problema de dimensionamento: como gerenciar todos esses containers individuais?

Além disso, os desenvolvedores ainda enfrentam outros desafios, pois precisam agendar a implantação de containers em máquinas específicas, gerenciar a rede entre eles, aumentar os recursos alocados e muito mais.

Com o Kubernetes esses problemas são facilmente resolvidos, uma vez que todas essas atividades passam a ser feitas de forma automática. A seguir, você irá descobrir como esse processo ocorre.

Como o Kubernetes podem contribuir para automatização de containers?

O Kubernetes facilita a implantação e operação de aplicativos em uma arquitetura de microsserviço.

Isso é feito criando uma camada de abstração sobre um grupo de hosts, para que as equipes de desenvolvimento possam implantar seus aplicativos e permitir que o Kubernetes os gerencie.

Dentre as funcionalidades dessa ferramenta, pode-se destacar:

  • Alavancagem automática de recursos adicionais disponibilizados quando um novo host é adicionado ao cluster;
  • Controle de instâncias de aplicativo de um host para outro se houver falta de recursos ou queda do serviço.
  • Balanceamento automático da carga de trabalho nas diferentes instâncias de um aplicativo;
  • Distribuição uniforme da carga do aplicativo por uma infraestrutura de host;
  • Controle do consumo de recursos por aplicativo.

Quais os requisitos do Kubernetes?

Como você pode perceber, o Kubernetes é uma ferramenta confiável de gerenciamento de cluster de containers. Mas, assim como você precisaria de um hardware de alto nível para oferecer suporte a ótimos aplicativos, o Kubernetes precisa de um provedor confiável de nuvem para funcionar da melhor maneira possível.

Nesse sentido, o Google Cloud Platform (GCP) se destaca como a melhor opção, uma vez que o Google é o criador do Kubernetes.

Com o Kubernetes em execução na GCP, desenvolvedores e engenheiros têm a ferramenta de gerenciamento de primeira linha e a infraestrutura de que precisam para lidar com seus projetos.

Quais as vantagens do Kubernetes para uma abordagem DevOps?

A computação em cluster oferece inúmeras vantagens ao DevOps em relação a outros ambientes de computação.

O Kubernetes oferece recuperação automática de cluster, garante aos desenvolvedores e engenheiros um desempenho mais rápido, melhor redundância e excelente tempo de atividade.

Agora você já sabe como o Kubernetes pode contribuir para automatização de containers e como ele ajuda sua empresa a desenvolver e incorporar aplicativos de forma muito mais rápida e dinâmica.

Se você gostou deste conteúdo, aproveite a oportunidade para conhecer as tendências de Cloud Computing para 2020! Não se esqueça de entrar em contato conosco, se teve alguma dúvida sobre Kubernetes!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: