Containers na Nuvem: descubra os benefícios para o seu projeto de TI

Home Cloud Computing
Containers na Nuvem: descubra os benefícios para o seu projeto de TI

Containers na Nuvem: descubra os benefícios para o seu projeto de TI

Os containers na Nuvem têm se tornado um tópico cada vez mais importante no universo da tecnologia da informação. Trata-se de uma estratégia que promete um método simplificado, fácil e seguro de implementar requisitos específicos de infraestrutura, além de oferecer uma alternativa às máquinas virtuais.

As gigantes de TI já aderiram e disponibilizam contêineres como produtos de serviço, como é o caso do Google Kubernetes Engine.

Continue a leitura para entender melhor o conceito por trás dessa tecnologia e conhecer os benefícios que ela pode trazer para os seus projetos de TI!

O que são Containers na Nuvem?

De uma maneira simplificada, é possível dizer que os containers na nuvem são aplicativos executáveis ​​únicos, que não dependem de um sistema operacional. Isso porque, dentro deles estão todos os executáveis, códigos binários, bibliotecas e arquivos de configuração necessários para seu perfeito funcionamento.

Essa abordagem se assemelha ao conceito de virtualização do sistema operacional. No entanto, utilizando conteiners, o usuário pode trabalhar com um programa e suas dependências usando procedimentos de recursos isolados, sem a necessidade de iniciar uma máquina virtual inteira para cada aplicativo.

A containerização é um conceito antigo no mundo da computação que ganhou destaque recentemente, quando o Docker introduziu ferramentas simplificadas para criar e gerenciar contêineres.

Como os containers na nuvem funcionam?

O surgimento de contêiner tem raízes no particionamento e no isolamento do processo chroot, desenvolvido como parte do Linux. As formas modernas de contêineres são expressas na conteinerização de aplicativos, como o Docker.

Essa tecnologia permite que uma equipe de TI abstraia o código do aplicativo da infraestrutura subjacente para simplificar o gerenciamento de versões e permitir a portabilidade em vários ambientes de implantação.

Os contêineres contam com isolamento virtual para implantar e executar aplicativos que acessam um kernel do sistema operacional compartilhado sem a necessidade de máquinas virtuais. Isso porque eles contêm componentes como arquivos, bibliotecas e variáveis ​​de ambiente necessárias para executar o software desejado.

O principal diferencial dos containers na nuvem  é que eles são projetados para virtualizar um único aplicativo. Ou seja, eles criam um  limite de isolamento no nível do aplicativo e não no nível do servidor.

Esse isolamento significa que, se algo der errado nesse único contêiner (por exemplo, consumo excessivo de recursos por um processo), ele afetará apenas esse contêiner individual e não o servidor inteiro. Ele também interrompe os problemas de compatibilidade entre aplicativos em contêiner que  residem no mesmo sistema operacional.

Quais as vantagens para os projetos de TI?

Os containers na nuvem apresentam uma série de vantagens para as empresas que desenvolvem projetos de TI. Confira a seguir alguns deles:

Os custos gerais são reduzidos

A redução de custos indiretos é uma das grandes contribuições do uso de contêineres, que criam um tipo de maquinaria virtual leve que acelera os processos e, portanto, geram economias para os projetos.

Além disso, por ser baseada na nuvem, os requisitos de infraestrutura local são reduzidos. Assim, as empresas podem economizar em tudo, desde os custos do servidor até os funcionários necessários para mantê-los.

Controle de versão do aplicativo

Por meio de containers na nuvem, os usuários podem consultar a versão atual do código do aplicativo e suas dependências. Os usuários podem facilmente manter e rastrear as edições do contêiner, procurar diferenças entre as edições e reverter para versões anteriores, se necessário.

Portabilidade

O benefício da portabilidade é de particular valor para os desenvolvedores que desejam testar seus aplicativos em várias infraestruturas diferentes para verificar se elas fazem diferença nos resultados finais.

Como os containers são isolados, se um aplicativo travar durante o teste, a infraestrutura não será afetada, apenas o próprio aplicativo.

Produtividade dos desenvolvedores

Os containers reduzem as dependências e os conflitos entre os serviços cruzados e, portanto, a produtividade aumenta. O componente do programa é segregado em diferentes entidades que executam um microsserviço separado.

Assim, não há preocupação com as bibliotecas e dependências que estão sendo sincronizadas para cada serviço, porque os contêineres são isolados um do outro. Ou seja, cada serviço pode ser atualizado de forma independente.

Além disso, por estar baseado na nuvem, a colaboração entre desenvolvedores é otimizada, o que garante maior agilidade no desenvolvimento dos projetos.

Agora você já conhece um pouco mais sobre os containers na nuvem e como eles podem beneficiar os seus projetos de TI. Aproveite e aprofunde seu conhecimento sobre DevOps e saiba como transformar a aplicação monolítica em microsserviços.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: