Computação em nuvem: 5 tendências para 2017

Home Google Cloud Platform
Computação em nuvem: 5 tendências para 2017

Computação em nuvem: 5 tendências para 2017

A computação em nuvem tem facilitado enormemente a forma como lidamos com a tecnologia da informação, principalmente para as empresas. Hoje, diversas demandas como acesso, armazenamento, monitoramento, entre outras, são otimizadas por meio da tecnologia Cloud Computing.

No post de hoje, você conhecerá as principais tendências para a computação em nuvem para 2017. Confira agora as previsões de expansão desses serviços e entenda por quê cada vez mais empresas estão aderindo ao Cloud Computing!

1. Arquitetura de sistemas em nuvem é uma grande tendência

Com o sucesso do Cloud Computing, o crescimento dos sistemas arquitetados para a nuvem tornou-se inevitável. Dentro dessa perspectiva, outro fator muito importante é a migração de aplicações já existentes para a nuvem.

O crescimento da nuvem pública tem representado uma facilitação nesses processos de migração. Ao contrário da privada — que demanda arquiteturas mais específicas e exclusivas —, a rede pública oferece possibilidades mais padronizadas de configuração e acesso.

2. Hiperconvergência simplificando processos

As infraestruturas hiperconvergentes têm por principal característica o agrupamento dos recursos de rede em uma só instância. Esta é uma forte tendência para os próximos anos, uma vez que a hiperconvergência possibilita a construção de sistemas e infraestruturas Cloud mais adaptáveis às demandas corporativas.

Isso significa que, em um futuro próximo, essa tecnologia poderá ser implementada com eficiência e economia, entregando cloud como armazenamento e virtualização com alta performance a preços reduzidos.

3. Aplicativos corporativos convergindo dados para a nuvem pública

Os apps corporativos têm migrado cada vez mais para a nuvem pública. Como esses aplicativos têm a função de manejar dados gerados no atendimento ao cliente ou em processos cotidianos da empresa — e, por isso, acabam gerando um fluxo muito grande de informações criptografadas —, essa migração torna-se algo natural.

4. Crescimento da infraestrutura de Software como Serviço (SaaS)

Data center em software é uma tendência que tem se consolidando ao longo dos anos, tendo em vista a disseminação da virtualização de processos em TI. Para empresas, essa realidade tecnológica tem gerado muita economia de recursos e otimização de processos.

Isso acontece porque, executando aplicações diversas em ambientes virtualizados, as empresas podem ter acesso a recursos e serviços de TI com um padrão de qualidade superior e, por isso, a demanda por esse tipo de infraestrutura tende a aumentar em 2017.

5. Vigilância constante continuará sendo a premissa da guerra contra os hackers

Não haveria como ser diferente: malware, botnets e ameaças de invasões irão manter os profissionais de TI ocupados durante o ano de 2017.

Dessa forma, a elaboração de sistemas cloud com maior grau de impenetrabilidade será o grande desafio desse ano (tendo em vista os ataques a servidores DNS ocorridos em 2016 e os prejuízos por eles causados).

Como o crescimento do mercado de serviços digitais, a tendência para o próximo ano é que haja nesse campo grande investimento em serviços de backup e recuperação, de segurança de dados através de criptografia de ponta a ponta, entre outros recursos de segurança.

Gostou de ficar por dentro dessas informações fresquinhas sobre as principais tendências em computação em nuvem para 2017? Então siga nosso perfil no Facebook e LinkedIn e continue por dentro de todas as novidades!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: