TI no Brasil: Pronta para o salto para a nuvem

Home Gmail
TI no Brasil: Pronta para o salto para a nuvem

TI no Brasil: Pronta para o salto para a nuvem

Que o Brasil é um país que já adotou a Internet, isso ninguém pode discutir. Hoje é possível dizer que quase não há empresas que não usam computadores no Brasil. Segundo a pesquisa TIC Empresas 2013, da CETIC, mais de 97% das empresas acima de 10 funcionários usam computadores.

Mas, ainda há uma grande ineficiência no uso dos recursos de informática, levando muitas empresas a gastarem de forma incorreta, aumentando seus custos e diminuindo sua produtividade. Será que a adoção do cloud computing resolveria esses problemas?

Uso da Internet é universal

Em um mundo conectado, empresas que estão fora da web não conseguem sobreviver. Se não são seus clientes, são seus fornecedores que querem se comunicar de forma digital. Por isso, quase 100% das empresas brasileiras usaram a Internet nos últimos 12 meses. A esmagadora maioria usa banda larga, seja via cabo ou linha telefônica, o famoso DSL.

Além disso, os roteadores sem fio, muitas vezes oferecidos pelos provedores de acesso, permitiram a criação de redes internas. Segundo o mesmo TIC Empresas, quase 100% das empresas já tem a sua própria rede de computadores estruturada.

Muito mais que e-mail

O uso da Internet sempre começa pelo e-mail, que ainda é a peça mais importante na comunicação corporativa. Em média, recebemos mais de 100 e-mails por dia, o que é um problema sem ferramentas para ajudar a filtrá-los.

Não para por aí. Como os gastos com telefonia ainda são altos no país, as alternativas são sempre avaliadas e utilizadas. Aplicações de mensagens instantânes, como o Skype, Google Chat e Facebook Messenger são usadas por mais da metade dos funcionários. Quase ¼ deles também usam videoconferência para reuniões que necessitam de imagens e áudio.

A busca por informações e a execução de transações financeiras também estão no topo das atividades feitas por funcionários.

Profissionalismo cresce

No mundo empresarial há uma grande distinção entre uma empresa que envia um e-mail para seu cliente com um e-mail yyyy@gmail.com e uma empresa que envia um e-mail com yyyyy@xyxyxy.com. Passa uma sensação de que ainda não tem tamanho suficiente para atender bem seus clientes, ou que a empresa ainda é amadora. Afinal, o registro de um domínio próprio é barato, na faixa de R$30,00 por ano, e a hospedagem também não chega a R$200,00 por ano.

No Brasil, a pesquisa também aponta que cerca de 30% das empresas tem interesse de registrar um domínio próprio em 2015.

Problemas de TI e a solução que vem da nuvem

Assim que entram no mundo do TI, essas empresas começam a enfrentar os mesmos problemas que as gigantes do país. Excesso de mensagens de e-mails, SPAMs, vírus, redes que não funcionam e arquivos que são perdidos.

A primeira tentativa é usar as ferramentas dos provedores, mas que são muito básicas na maior parte das vezes:

  • Filtros de SPAM e mensagens de phishing (aquelas que querem roubar suas informações se passando por bancos e polícia): com poucas funcionalidades, deixam passar a maior parte dos e-mails;
  • Troca de arquivos: você não consegue montar facilmente um sistema de armazenagem na nuvem com um provedor tradicional;
  • Ataques de hackers: a proteção dos seus arquivos não existe.

Os números demonstram isso. Em 2011, a Webroot publicou uma estatística dizendo que as empresas gastavam em média 127 horas para manter atualizadas apenas soluções de segurança da informação, fora todo o resto do TI.

Nessas horas, torna-se essencial para pequenas e médias empresas o uso de uma solução na nuvem. Usando o Google Apps for Work como referência, você tem os seguintes benefícios:

  • Segurança total: o mecanismo contra ataques é o mesmo que o Google usa para si e para seus clientes de grande porte;
  • E-mail que funciona em qualquer lugar: o GMAIL é uma unanimidade. Funciona em Windows, Mac, Linux, iOS, Android, em tudo. Se instalar no seu celular, ele lhe avisa quando há um e-mail novo, aumentando sua eficiência e produtividade;
  • E-mail com filtros avançados: o Google tem hoje quase 500 milhões de e-mails, sendo a ferramenta com os melhores filtros do mercado;
  • Drive na rede: cada usuário recebe no mínimo 30GB de espaço na nuvem, que pode ser usado para compartilhar arquivos com colegas de trabalho, clientes e fornecedores. O melhor é que é totalmente controlado pelo administrador da empresa. Ou seja, mesmo que o colaborador saia, os arquivos continuam lá;
  • Google Chat / Hangout: ao invés de usar ferramentas em que você não tem controle nenhum, como chat do Facebook ou do Skype, que tal usar uma que está dentro do seu pacote? Com o Google Chat, você sabe que as informações ainda estão sob seu controle.

Então, agora já viu como a nuvem pode te ajudar? Se tiver alguma dúvida, escreva nos comentários abaixo, ou fale conosco.

Artigos Relacionados:

Google Apps for Work – Serve para quem?

 

photo credit: SEOPlanter via photopin cc

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: