3 cases de sucesso de empresas que fizeram uso do Big Data

Home Big Data
3 cases de sucesso de empresas que fizeram uso do Big Data

3 cases de sucesso de empresas que fizeram uso do Big Data

Com o avanço das ferramentas de Big Data, empresas de todo o mundo passaram a analisar enormes quantidades de dados para entender melhor seus clientes, identificar novas oportunidades de negócio e otimizar processos. Apesar de ser uma realidade, essa tecnologia desperta o receio de empresários e gestores que ainda não viram exemplos concretos de sua aplicação.

Você ainda tem dúvidas sobre a importância dessa estratégia? Então continue a leitura e confira 3 cases de empresas no Brasil e no mundo que estão conseguindo resultados expressivos para seus negócios por meio do Big Data!

O progresso do Big Data

O conceito de Big Data como ferramenta de armazenamento e análise de grande quantidade de dados foi concebido à medida que os sistemas digitais foram evoluindo.

A variedade de fontes de onde os dados podem ser gerados aumenta conforme criamos dispositivos para medir nossas atividades ou inventamos formatos de mídia (redes sociais, vídeos, mensagens de texto etc.).

Com a popularização da Internet e a sua ampla utilização em dispositivos móveis, a velocidade com que os dados são gerados aumenta exponencialmente. Para coletar todo esse volume de informação, têm surgido novas tecnologias de armazenamento e processamento de dados.

Não é à toa que o uso do Big Data no meio corporativo só começou a ganhar força no início dos anos 2000. Nessa época, Doug Laney, analista da empresa de consultoria Gartner, publicou um artigo relacionando o Big Data justamente a estes 3 Vs: variedade, velocidade e volume.

Cases de sucesso do uso do Big Data

UPS

Em 2011, a empresa de logística UPS começou a testar o projeto ORION (On-Road Integration Optimization and Navigation), uma tecnologia para otimizar as rotas de entrega — afinal, os motoristas da empresa fazem, em média, 120 entregas por dia.

Ao cruzar os dados dos sensores nos veículos, requisitos das encomendas dos clientes e dados de mapas e geolocalização, a UPS reduziu em 85 milhões o número de milhas percorridas por ano.

Além do aumento de qualidade de vida para os funcionários, a medida proporcionou uma economia expressiva de combustível.

Nike

Ao investir em aplicativos e dispositivos vestíveis (wearables), a fabricante de materiais esportivos Nike reuniu (e ainda reúne) uma série de informações sobre os praticantes de corrida. São dados relacionados à distância percorrida, velocidade, locais e rotas preferidos para treino, entre outros.

Com todos esses dados, a Nike conhece melhor os hábitos e comportamentos esportivos do seu público, criando produtos cada vez mais alinhados a essas características.

Grupo Pão de Açúcar

A rede varejista brasileira Pão de Açúcar disponibiliza programas de recompensas para os clientes dos seus mercados — Cliente Mais para os mercados Pão de Açúcar e Clube Extra para os mercados Extra. Dessa forma, os clientes acumulam pontos ao fazerem compras e podem trocá-los por descontos em compras futuras.

Com esse sistema, que também está integrado com os fornecedores, o Pão de Açúcar consegue descobrir os produtos favoritos dos consumidores e gerar cupons com ofertas personalizadas.

Além de contribuir para a fidelização dos clientes, o sistema dá à empresa e aos fornecedores dados precisos sobre os produtos mais comprados, favorecendo principalmente as operações de estoque e logística.

Percebeu como o Big Data vem criando novas oportunidades e proporcionando economia para negócios dos mais diversos setores? Gostou de saber que as empresas estão usando essa ferramenta para valer? Então aproveite para curtir a nossa página no Facebook e ficar sempre por dentro das novidades que compartilhamos!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: