Entenda o que é cibercultura e sua importância para a TI

Home Outros
Entenda o que é cibercultura e sua importância para a TI
entenda-o-que-e-cibercultura-e-sua-importancia-para-ti

Entenda o que é cibercultura e sua importância para a TI

Você sabe o que é cibercultura? Muitos profissionais de TI, por mais que convivam com a Internet em boa parte dos seus dias, desconhecem o que essa palavra realmente significa. E, por isso, não podem desfrutar de todos os benefícios oriundos de saber o que é cibercultura.

Mas você deve estar se perguntando: quais benefícios? Há realmente alguma diferença em me inteirar sobre o que é cibercultura ou não? Confira a resposta para essas e outras perguntas ao longo do texto abaixo!

O que é cibercultura?

Existe uma série de definições que nos ajudam a entender a respeito do que é cibercultura. Hoje, você será apresentado a algumas delas e também aos motivos que fazem delas importantes. A primeira definição sobre o que é cibercultura, por exemplo, vem da própria estrutura dessa grande rede que chamamos de Internet.

Porque a internet une pessoas dos mais diversos backgrounds e faz com que elas tenham acesso a uma série de conhecimentos, nasceu a palavra cibercultura. O termo diz respeito às interações que acontecem entre usuários nos ambientes virtuais e contempla, por exemplo, a troca de experiências.

Mas não é só isso que constitui uma cibercultura. Também podemos dizer que os padrões de interação entre pessoas, particulares à Internet, ajudam-nos a construir um novo modelo de sociedade. E a esse modelo é dado o nome de cibercultura.

Você deve estar se perguntando como um meio de comunicação pode ter tamanho poder assim. Afinal, é isso que é a Internet, não é mesmo? Uma nova forma de permitir que as pessoas criem laços.

Entretanto, o que percebemos, desde o início da rede mundial de computadores, é que ela é distinta de todos os outros meios de comunicação que criamos até então. O telefone, por exemplo, não criou consigo uma cultura específica. Isso porque seu alcance, por maior que seja, não foi capaz de redefinir as estruturas de comunicação sociais.

O que faz da cibercultura diferente?

Você já deve ter notado, então, que consideramos que a cibercultura é algo diferente de qualquer outra coisa que já tenha acontecido a humanidade. Sociólogos e outros profissionais que estudam o comportamento humano, por exemplo, estão certos disso.

Acontece que, apenas com o advento da Internet, surgiu um conjunto de práticas específicas que são bem vistas, bem como formas de se comunicar e interagir com terceiros que são tidas como mais ou menos eficientes.

A essas formas específicas de interação é que chamamos de cibercultura, mas também às várias derivações disso.

O mero uso de computadores foi o suficiente para que os humanos começassem a desenvolver formas específicas de abordar seus problemas. Por isso, frisamos, particularmente, no tópico anterior, o quanto essa cultura diverge, por exemplo, do uso da telefonia ou da invenção da imprensa.

As interações homem-computador, por exemplo, criam situações inéditas e fazem com que precisemos desenvolver novos signos sociais. Até pouco tempo atrás, afinal, conversar com um dispositivo móvel e perguntá-lo as horas, ou como chegar até um determinado local, pareceria loucura. Mas ambos esses desenvolvimentos já fazem parte de nossas vidas.

Por que profissionais de TI precisam se informar sobre cibercultura?

É especificamente importante que profissionais de TI estejam inteirados sobre o conceito de cibercultura pela natureza do seu trabalho. Afinal, essa é a oportunidade que eles têm de entender melhor a sociedade contemporânea e descobrir do que ela precisa.

Bem informados sobre cibercultura, esses profissionais podem (e devem) fazer sugestões sobre como podemos melhor interagir uns com os outros. E, assim, nascem os avanços tecnológicos, como a computação em nuvem ou a Internet das Coisas(IoT).

Agora que você já sabe o que é cibercultura e por que é especialmente importante que profissionais de TI estejam por dentro dela, que tal dividir esse conhecimento com alguém? Compartilhe este texto nas suas redes sociais!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: