Como calcular o ROI de projetos de Cloud Computing?

Home Cloud Computing
Como calcular o ROI de projetos de Cloud Computing?

Como calcular o ROI de projetos de Cloud Computing?

Obter um bom ROI de projetos de Cloud Computing é o ideal, e isso deveria depender apenas de examinar cuidadosamente os custos e os benefícios para garantir que a migração seja vantajosa. Entretanto, na prática o que acontece é um pouco diferente graças às particularidades dessa modalidade de computação.

Determinar o ROI de projetos de Cloud Computing não é um breve exercício de cálculo como muitas pessoas imaginam, porque para entendê-lo completamente e calculá-lo há que se compreender a dinâmica complexa que só a nuvem oferece, seja ela pública, privada ou híbrida.

Como qualquer pessoa que já liderou um projeto de TI sabe, é incrivelmente difícil determinar se uma migração para a nuvem é válida sem uma boa análise, graças a seus aspectos intangíveis. Por isso o cálculo do ROI nessa situação é diferente de tudo o que você conhece sobre a métrica.

Neste artigo vamos explorar melhor o que é ROI e como ele deve ser mensurado em projetos de cloud computing.

O que é ROI?

Retorno sobre investimento ou ROI é a medida do ganho gerada por um investimento relativo à quantidade de dinheiro colocada nele. O ROI geralmente é expresso em uma porcentagem e é utilizado para tomar decisões financeiras nas empresas, sendo usado para comparar a lucratividade ou a eficiência de decisões diversas.

A fórmula básica do ROI é:

ROI = (lucro / custo do investimento) x 100

Esse cálculo é flexível e pode ser manipulado para vários usos diferentes, podendo ser utilizado para comparar diversos investimentos em potencial ou os retornos de um investimento já realizado.

imagem em fundo azul com vetor de computador em uma das metades e a escrita "E-book gratuito Cloud Computing para pequenas e médias empresas. Conheça a solução e saiba como usá-la para impulsionar os seus negócios" na outra metade.

Como calcular o ROI na cloud computing?

Calcular o ROI da nuvem, entretanto, não é simplesmente jogar valores nessa fórmula apresentada acima. Há que se considerar cuidadosamente um passo a passo, que determinará fatores como o valor que o seu negócio conseguirá obter da nuvem e o tempo. As dicas a seguir podem ajudá-lo.

Saiba por que você precisa da nuvem

Para começo de conversa, antes de começar a calcular o ROI da sua nuvem, responda por que você precisa dela. Identifique que problemas computacionais você está tentando consertar com o seu uso e justifique sua migração para além do fato de que você está apaixonado por uma nova tecnologia.

Defina seus pré-requisitos para os próximos anos

Depois de anotar quais são os seus problemas computacionais que precisam ser resolvidos, determine quais são os pré-requisitos que a sua empresa tem pelos próximos anos. Trocas de software e novos sistemas operacionais devem ser considerados aqui.

Saiba o quão importante é acessar seus dados

É extremamente relevante para a sua organização conseguir acessar dados em alguns segundos e recuperá-los em algumas horas? A nuvem pode oferecer isso à sua empresa, mas há um custo a ser pago. Determine se isso é relevante e, apenas então, passe para a próxima etapa.

Verifique quantas máquinas a sua empresa dispõe

Outro passo crítico a se considerar é levantar quantas máquinas compõem a malha de computadores da sua empresa e quantos usuários precisam ter acesso aos seus sistemas. Quando você migra para a nuvem, essas informações são importantes para calcular o custo total de propriedade.

Determine a performance do seu equipamento atual

Avalie a idade e performance do equipamento que compõe a sua TI atual. Isso pode determinar todo o seu orçamento. Quando empresas percebem que o custo de investir na sua infraestrutura é muito maior do que o de migrar para a nuvem, elas notam que o ROI da migração é mais vantajoso.

É importante, portanto, observar o que você já tem em mãos e o que você receberá caso migre para a cloud.

Faça as contas

Por último, calcule o quanto você gasta hoje com a sua TI e o quanto gastará considerados todos esses fatores. Olhe para a sua contabilidade e verifique centavo por centavo tudo o que é gasto com a sua computação atual. Se o custo total for superior ao custo da nuvem, vale a pena migrar.

O ROI de projetos de Cloud Computing é diferenciado e exige conhecer mais sobre o seu negócio do que apenas as variáveis tradicionais do cálculo, mas vale a pena entendê-lo e aplicá-lo antes de considerar a migração.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: