O uso da inteligência artificial na nuvem

Home G Suite
O uso da inteligência artificial na nuvem

O uso da inteligência artificial na nuvem

Você com certeza já ouviu falar de inteligência artificial. São muitos os filmes de sucesso que tratam do assunto de maneira ficcional, ainda que baseados em alguns aspectos reais.

Não são raras também as reportagens na televisão acerca do tema, mostrando os avanços tecnológicos e exibindo robôs divertidos que simulam movimentos humanos e jogam xadrez. Mas o conceito e a aplicação dessas pesquisas vão muito além do que é abordado pelas câmeras!

A inteligência artificial na nuvem é a tecnologia que permite que robôs operem de maneira inteligente e possam responder a comandos e executar atividades lógicas anteriormente limitadas aos humanos.

Fazem parte dessas operações os sistemas operacionais por voz, a realidade virtual dos games, e até mesmo algumas funções básicas do computador. Em estudos mais avançados, casas inteligentes e integradas a rede quase que por completo, além de robôs auxiliando na medicina.

Saiba mais sobre o assunto em nosso post de hoje!

Inteligência artificial na nuvem: o conceito

Iniciada na década de 40 como uma das possíveis funcionalidades do computador ainda em construção, essa tecnologia logo foi aplicada para simular as atividades neurais dos seres humanos, na tentativa de que sua reprodução ajudasse a compreendê-la.

Após passar por várias linhas de pesquisa, suas utilizações na automatização da vida cotidiana e dos processos burocráticos representaram a verdadeira chegada ao futuro. Um dos principais objetivos das pesquisas era que as máquinas pudessem reproduzir tarefas humanas inteligentes.

Hoje, a inteligência artificial trabalha na nuvem para que essas atividades estejam integradas com todo um sistema de coleta e armazenamento de dados, de segurança avançada, de hardware e software para desenvolvedores e interfaces inteligentes para usuários.

Aplicação e futuro

A utilização da IA não tem limites, e está em coisas simples do cotidiano, como em corretores ortográficos, câmeras de celular, jogos digitais e senhas de bancos. Eles estão o tempo todo trabalhando com nossos dados e cruzando informações na nuvem para que não existam problemas de oscilação e espaço.

A Google não para de lançar produtos no mercado que interagem entre si e melhoram a interação com os usuários.

Com o aumento da precisão no reconhecimento de voz, por exemplo, o sistema operacional poderá entender perguntas mais complexas e executar atividades como marcação de compromissos, envio de mensagens entre outros com menores margens de erros.

A integração de componentes também é aposta para que a realidade virtual fique mais próxima. Dispositivos como o óculos Daydream View permite acesso facilitado a plataforma Daydream Vr, que tem sido uma referência em avanços na área.

A economia e os avanços tecnológicos

Além dos avanços na área tecnológica para a ciência e para o dia a dia, o setor econômico é responsável por muitos investimentos feitos na área, a fim de aumentar seus lucros e diminuir o tempo e os gastos.

Muitos dos sistemas operacionais automatizados das maiores empresas estão na nuvem em total integração com hardwares e softwares que são responsáveis pelo bom funcionamento de plataformas digitais. Elas, por sua vez, dão acesso remoto aos produtos e serviços da empresa.

Funções como cálculos, cadastros, transferência de dados e autentificação de segurança avançada são todas executadas por robôs prontos para atender nossas demandas!

Quer ficar por dentro de mais artigos interessantes como esse? Então acompanhe o blog da SantoDigital!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: