Qual a importância da integração via API? Confira

Home Managed Services
Qual a importância da integração via API? Confira
integração via api

Qual a importância da integração via API? Confira

Hoje, a integração é um dos maiores princípios do mundo dos negócios. Combinar dados e tecnologia, a exemplo do machine learning, com processos e pessoas é a chave para melhorar a produtividade dos funcionários. Nesse sentido, a integração via API pode ajudar muito. 

API é um acrônimo para Application Programming Interface, uma forma de integrar sistemas digitais enquanto fornece segurança e fácil armazenamento e acesso às informações. Embora a maioria do público que usa APIs não conheça esse conceito, elas são essenciais para o bom funcionamento de sistemas de recomendação e outros serviços, seja do meio corporativo ou pessoal. 

Continue acompanhando para aprender sobre o que é essa ferramenta e como ela funciona na prática. Confira!

Compreenda o que é uma API

Uma Interface de Programação de Aplicativos é uma espécie de software que age como mediador entre duas plataformas distintas, permitindo uma comunicação padronizada, mesmo que os sistemas tenham sido criados com linguagens e tecnologias completamente diferentes.

Como dissemos inicialmente, é comum que muitas pessoas que usam uma API não conheçam sua existência. Isso porque, na maioria das vezes, elas não são visíveis durante o uso de um programa. Porém, desenvolvedores de aplicativos costumam conhecer o conceito, pois usam as APIs para ligar aplicações distintas, a fim de facilitar a rotina em inúmeras áreas.

Veja para que servem as integrações via API

Sempre que determinada empresa precisa desenvolver sistemas relacionados ao seu serviço, ela disponibiliza recursos do seu software para outros desenvolvedores, é assim que surge uma API. 

Nesse cenário, o programador recebe autorização para acessar informações específicas, com orientações sobre como executar as ações naquele sistema e, assim, atingir os resultados esperados.

Outra situação que pode originar uma API é quando uma organização sente a necessidade de manter seus dados em diversos sistemas internos. Desse modo, como cada aplicação foi desenvolvida com tecnologias diferentes, pode haver problemas de sincronização.

Por isso, o uso de uma API serve para receber, tratar e enviar as informações de cada sistema para qualquer tipo de aplicação, de modo padronizado e compatível com as especificações de cada projeto, garantindo que todos possam acessar esses dados de onde estiverem.

Confira a importância de entender sobre o tema

Conhecer as integrações via API no meio empresarial é crucial por inúmeros motivos. Veja abaixo alguns deles.

Facilita o gerenciamento de aplicações

Uma empresa que utiliza uma API consegue gerenciar suas equipes e seus dados com maior facilidade. Afinal, haverá a diminuição na incompatibilidade entre sistemas e menos dificuldade em corrigir falhas nas plataformas. Portanto, os times poderão focar em ações estratégicas, que trazem mais resultados para o negócio. Outras tarefas, como troca de dados, ficam por conta da API.

Fornece segurança na troca de dados

As estruturas padrões das APIs protegem a troca de dados entre as plataformas. Isso ocorre porque somente um número limitado de dados pode ser transferido entre a “ponte” que interliga os sistemas. Inclusive, é por conta dessa limitação que é possível unir aplicações com serviços bancários de forma segura.

Ainda, de acordo com as características da API utilizada, os programadores podem criar ferramentas de automação e melhorar tarefas repetitivas, por exemplo.

Diminui os custos

Outro benefício da integração via API é a redução de custos. No processo de desenvolvimento de um sistema corporativo, é fundamental analisar pontos como a interface, o armazenamento, a segurança dos dados e como eles serão acessados. Porém, com uma API, não é preciso criar tudo isso sempre que uma nova aplicação for pensada para a empresa. 

Aprimora a comunicação entre sistemas

Como dissemos mais acima, uma das funções da API é receber informações de fontes distintas e transformá-las em dados legíveis, padronizados e disponíveis para os demais setores da organização. Dessa forma, é possível garantir que a comunicação interna aconteça de modo integrado e prático.

Além disso, os sistemas desenvolvidos para receber APIs tendem a ser mais minimalistas, porém ricos em informações. Afinal, conseguem receber dados de inúmeras fontes, mas armazenam somente o essencial para gerar insights para o negócio.

Conheça os tipos comuns de integração via API

Agora que você já entende a importância de uma API e para que ela serve, é hora de conhecer seus diferentes tipos. 

  • SOAP (Protocolo de Acesso a Objetos Simples): API que usa uma tecnologia de transporte, linguagem e plataformas independentes. Não depende do uso de HTTP e, dependendo da linguagem, facilita automações. É indicada para meios corporativos distribuídos;
  • REST (Transferência Representacional de Estado): API que não usa uma requisição prévia, mas depende do HTTP. Bastante usada por conta de sua enorme eficiência no transporte de informações, curva de aprendizado curta e menor tempo de criação;
  • CRUD (Create, Read, Update e Delete): é capaz de executar quatro operações básicas nos bancos de dados — criar, ler, atualizar e deletar. Por ser um conceito mais antigo, é mais visto como um modelo para o desenvolvimento de APIs.

Aprenda a fazer a integração de API na empresa

Existem muitas maneiras de integrar APIs, incluindo escrever código internamente ou usar plataformas de terceiros para construir pipelines de integração.

O primeiro método é exigir que sua equipe de TI escreva uma camada de integração e automação para que seus aplicativos possam trabalhar juntos normalmente. O time terá que integrar, transformar, limpar e agregar manualmente as informações dos vários aplicativos usados ​​pela empresa.

Outra abordagem — também mais utilizada — é usar plataformas de integração de terceiros que superam as limitações de escrever um código. 

Como você pode notar, uma integração via API estabelece a comunicação entre um aplicativo externo e a pilha de tecnologia da sua empresa para que os dados possam ser transmitidos sem problemas entre os dois sistemas. 

Hoje, com o grande número de empresas que fazem uso de inúmeros tipos de serviços baseados em nuvem, plataformas SaaS e software corporativo, é relevante adotar a integração de API, para diminuir os trabalhos manuais que são indispensáveis à operabilidade entre aplicativos distintos.

Gostou das nossas dicas? Então, entre em contato com a SantoDigital e descubra como podemos ajudar seu negócio a crescer!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: