Migração para a nuvem sem esforço: veja como é possível

Home Cloud Computing
Migração para a nuvem sem esforço: veja como é possível

Migração para a nuvem sem esforço: veja como é possível

Mais e mais organizações estão migrando suas aplicações para a nuvem. Com tantos benefícios, não é mais uma questão de se a sua empresa fará a migração, mas quando. Contudo, para aproveitar as vantagens da Cloud Computing, é preciso planejar, com antecedência, uma migração para a nuvem bem-sucedida.

No entanto, se não for organizada da forma correta, a migração para a nuvem pode ser complicada, independente da experiência que você tenha com a TI.

Para ajudar você a dar os primeiros passos em sua jornada, reunimos estas dicas rápidas para planejar uma migração para a nuvem sem esforço!  Acompanhe conosco:

Passo 1: saiba como lidar com a mudança cultural

Hoje, a cultura organizacional é um dos recursos mais essenciais em qualquer empresa de alto desempenho. E um dos principais pontos que impulsionam a cultura de qualquer negócio é a colaboração.

Para preparar todos para uma mudança cultural significativa:

  • Ofereça os treinamentos necessários para ajudar os usuários a se acostumarem com as novas ferramentas;
  • Publique guias e materiais de treinamento que funcionem como um FAQ para seus funcionários em transição;
  • Evite distribuir dezenas de novas ferramentas de uma só vez. Considere introduzir sua equipe em novas partes do G Suite — um componente de cada vez — para que eles se acostumem a cada novo recurso.

Passo 2: prepare para a transação de dados

O gerenciamento de dados pode ser uma das partes mais difíceis de uma migração para a nuvem. Felizmente, o Google facilita as coisas oferecendo uma variedade de ferramentas administrativas e soluções para simplificar a mudança.

Depois de concluir a configuração da sua nova conta do G Suite, você poderá analisar cada uma das ferramentas recomendadas pelo Google para migrar documentos e arquivos para o novo sistema. Se tiver apenas alguns dados para realocar, tente a “opção de importação simples” do Google para eventos de e-mail, contatos e agendas.

Por outro lado, se você já trabalha em um sistema on premise há algum tempo e essa for a sua primeira migração para a nuvem, há uma chance de ter que lidar com importações de dados maiores. Felizmente, o Google também tem sugestões sobre quais ferramentas você deve usar para transições maiores.

Você poderá usar uma única ferramenta ou uma combinação delas para mover seus dados, dependendo da origem da sua informação. Por exemplo:

  • Para e-mail: o Google recomenda o uso do seu serviço de migração de dados. Isso permite migrar facilmente os e-mails do usuário para o G Suite por meio do console administrativo.
  • Para contatos: o Google também recomenda o uso do serviço de migração de dados ou da migração do G Suite para a migração de contatos do Microsoft Exchange.
  • Para calendários: para migrar os dados da sua agenda para o Google, você pode acessar a migração do G Suite para o Microsoft Exchange ou o serviço de migração de dados usado para os seus contatos e transições de e-mail.

Há também ótimas maneiras de importar dados para o G Suite a partir de uma conta antiga do Google Drive ou de dados no diretório. Uma opção é examinar algumas das ferramentas de terceiros, que ajudarão na migração de suas informações.

Passo 3: estabeleça um plano de migração para a nuvem

Depois que você decidir que está pronto para migrar para o G Suite e souber que tipo de ferramentas usará para realizar o trabalho, é recomendável definir um plano e agendar o que você deverá realizar. Ter um plano em prática facilita muito o acompanhamento de seu progresso em uma migração para a nuvem e ainda garante que você não esqueça detalhes essenciais ao longo do caminho.

Pense em quanto tempo você precisará para migrar todos os seus usuários e dados para o G Suite. Tenha em mente que quanto mais usuários você tem e quanto mais informações você coletou, ao longo dos anos, mais tempo precisará.

A maioria dos especialistas também recomenda o planejamento de sua migração real durante os finais de semana ou nos períodos em que seus sistemas não estiverem em pico de uso. A migração no final de semana também significa que seus usuários podem iniciar uma semana totalmente nova com suas ferramentas atualizadas.

Um cronograma de migração para a nuvem pode ser algo como:

  • Semana 1: preparação;
  • Semana 2: configuração e teste;
  • Semana 3: treinamento de usuários e gerenciamento de mudanças;
  • Semana 4: migração;
  • Semana 5: acompanhamento.

Migrar para a nuvem pode ser muito positivo para a empresa, mas é preciso um bom plano para garantir que tudo funcione como deveria e não haja riscos para a segurança de dados. Por isso, nesse caso, a melhor coisa que você pode fazer é obter a ajuda de uma empresa especializada, que ofereça as ferramentas certas e ainda conte com time de especialistas com Know-how para cuidar de todo o processo de migração com eficácia e rapidez. Dessa forma, você pode se preocupar com o que realmente importa: crescer o negócio.

Se você não quer se preocupar em seguir sozinho com a transição do G Suite, a nossa equipe de especialistas está aqui para ajudar. Contate-nos para saber mais!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: