Como a tecnologia das smart cities pode impactar nos negócios?

Home Cloud Computing
Como a tecnologia das smart cities pode impactar nos negócios?
como-a-tecnologia-das-smart-cities-pode-impactar-nos-negocios

Como a tecnologia das smart cities pode impactar nos negócios?

Já é sabido que a tecnologia ganha cada vez mais notoriedade na rotina de todos e que é praticamente impossível viver sem as facilidades por ela proporcionadas. Cronometrar a intensidade de um exercício, pedir comida, ouvir música, assistir séries: tudo está a um toque.

Mas e quando esse universo digital ultrapassa a barreira do lazer e adentra o mundo corporativo? A praticidade oferecida pela tecnologia também incorporou o âmbito profissional, ocasionando diversos efeitos no dia a dia das empresas.

Os escritórios tradicionais, por exemplo, ganharam novas fronteiras. As equipes, mesmo à distância, conseguem se conectar e elaborar novos fluxos de trabalho. As ferramentas estão cada vez mais integradas a sistemas cada vez mais robustos. É de se esperar, inclusive, que os negócios que não adotarem estas flexibilizações na jornada de trabalho corram o risco de se tornarem ultrapassados.

Nestas exigências do mundo moderno, também entram questões que permeiam o âmbito da sustentabilidade. Em dados da World Urbanization Prospects 2018 e da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), quase 70% da população mundial irá se concentrar em centros urbanos até 2050 e seremos 9 bilhões de habitantes até 2030. E o que isso tem a ver com sustentabilidade, tecnologia e a sua implementação em negócios?

Bastante coisa. Esses dados apontam que, primeiramente, a tecnologia aliada à sustentabilidade pode evitar um colapso urbano, sendo tarefa também das empresas colocar em prática soluções que otimizem a vida na cidade. É com base nisso que podemos começar a falar no conceito de smart cities

O que são as smart cities

As smart cities – ou cidades inteligentes – são cidades que direcionam a tecnologia para a otimização de recursos. As soluções elaboradas visam facilitar a vida dos cidadãos e reforçar o pilar da sustentabilidade, além de reduzir o iminente colapso urbano.

Na prática, uma cidade inteligente faz uso de recursos tecnológicos, institucionais e humanos. Ela coloca seus indivíduos no centro do seu planejamento, visando atingir objetivos coletivos. O grande norteador dessas cidades inteligentes é a compreensão de que existem desafios nas cidades, mas que também é nas cidades que as soluções devem ser geradas em prol do bem comum. 

Em uma smart city, o chamado “cidadão inteligente” integra, interage e usufrui de sistemas e serviços que melhoram a qualidade de vida dos centros urbanos, entendendo que ele mesmo pode ser autor de soluções transformadoras para as cidades. 

Nesse sentido, com o conceito de smart city já consolidado como um grande catalisador de soluções tecnológicas, existem várias oportunidades de estes cidadãos inteligentes serem empreendedores com o intuito de colaborar com o futuro do planeta e impulsionar práticas sustentáveis.

Smart cities no Brasil

No contexto brasileiro, o país caminha em direção à tecnologia e já faz importantes esforços em grandes centros urbanos. Segundo uma pesquisa feita com base em um evento chamado Summit Mobilidade Urbana, do jornal O Estado de São Paulo, três grandes cidades do Brasil já se destacam por incorporarem as práticas das smart cities. São elas: Campinas, São Paulo e Curitiba. 

Como o conceito de smart city é aplicado às empresas e aos negócios?

Todas as transformações das smart cities proporcionam mais qualidade de vida à população, mas também refletem em melhorias de processos alocados dentro das empresas. 

Certas tecnologias podem contribuir diretamente para o aumento da produtividade e, consequentemente, para o crescimento de um negócio. Com a integração da tecnologia ao setor corporativo, muitos processos foram otimizados, reduzindo custos e integrando vários sistemas. 

Então, como aplicar o conceito de smart cities nos negócios? As inovações tecnológicas, além de modificarem a gestão urbana, podem tornar as empresas mais produtivas. Vamos ver 4 práticas de smart cities nos negócios:

Integração de sistemas

Essa prática possibilita o acesso remoto a dados específicos, independentemente do lugar em que se está. Isso facilita inúmeros tipos de processos, otimizando a rotina do seu negócio como um todo.

Conectividade em tempo integral

Um dos princípios das smart cities é uma conexão ininterrupta entre as pessoas e sistemas. Ao adotar isso no seu negócio, você garante uma comunicação entre seus colaboradores mais assertiva e melhores fluxos de trabalho graças às tecnologias integradas.  

Automação

Smart cities prezam por sustentabilidade, e contar com recursos de automação controlados remotamente pode ser um benefício e tanto caso você tenha um negócio físico. Custos com luz e água reduzem drasticamente com a automação de sistemas, sendo bom tanto para o seu bolso quanto para a sua participação enquanto cidadão de uma cidade inteligente.

Logística

Se você possui um negócio que vende online, com certeza a logística é uma questão relevante para você. Incorporar práticas logísticas de smart cities nos negócios, ou seja, com metodologias sustentáveis, é um ponto urgentemente fundamental para a preservação do meio ambiente. Para isso, são necessários processos mais eficientes na roteirização da logística e transporte de mercadorias, fazendo uso otimizado de veículos e um melhor planejamento de rotas de transporte, que colaboram com um menor consumo de combustíveis e, consequentemente, uma menor emissão de gases nocivos ao meio ambiente.

As smart cities e as startups 

No que diz respeito a empresas que contribuem com as práticas de smart cities nos negócios, há um importante destaque para as startups. As startups  são empresas que possuem propostas de negócio inovadoras e que têm um grande potencial de crescimento, sempre usando a tecnologia como base para suas operações. A propósito, existem as startups sustentáveis, com modelos de negócio que entregam uma solução inovadora e direcionada para neutralizar ou reduzir determinados impactos ao meio ambiente.

Startups podem ser fundamentais para tornar as cidades mais inteligentes, uma vez que desburocratizam serviços e criam soluções inovadoras para todo tipo de questão. 

Seja no público ou no privado, para se tornar inteligente, uma cidade precisa ter parcerias com iniciativas dos dois âmbitos, a fim de transformar setores como mobilidade, saúde, segurança, educação, etc. Um dos setores que colaboram para que as smart cities aconteçam, por exemplo, é o da mobilidade, que com práticas sustentáveis pode melhorar a circulação nos grandes centros e eliminar congestionamentos. 

Mobilidade: como a logística das smart cities impacta nos negócios

A mobilidade contempla todo e qualquer deslocamento de pessoas e bens na cidade. Como já dito anteriormente, a logística é uma questão para aqueles que têm um e-commerce, certo? Por isso, pensar em como as encomendas chegam até o cliente também e entender como a logística atua nas cidades inteligentes fazem parte dessa rotina. 

Com tantos pedidos feitos a todo momento, são necessários muitos veículos para cumprir rotas diárias de ida e volta aos centros de distribuição e às casas dos consumidores. Sem uma abordagem inovadora, estas rotas são extremamente prejudiciais para o meio ambiente e para as cidades, em virtude da alta emissão de gases poluentes. 

Para tornar esse processo mais inteligente, eficiente e colaborativo, a Kangu, plataforma de gestão de envios de mercadorias que surgiu como startup, conta com um modelo de negócio que usa a tecnologia para otimizar rotas de transporte, viabilizando envios sustentáveis e ainda incentivando a economia local. 

O modelo sustentável da Kangu conta com pontos de postagem, os chamados Pontos Kangu, que são estabelecimentos comerciais treinados e autorizados para postar e receber pacotes de lojistas. Nesses mesmos pontos, é possível que clientes que não estão disponíveis para receber suas encomendas em horário comercial retirem sua encomenda na hora que preferirem. Tanto lojistas quanto clientes podem contar com pontos sempre próximos a eles. E, como o fluxo de pessoas nesses estabelecimentos acaba aumentando, há um estímulo das microeconomias locais. A Kangu também possui parceria com a Carbono Zero Courier, que realiza entregas somente com veículos elétricos ou bicicletas na cidade de São Paulo e na região metropolitana. 

Logo, esse modelo logístico é um exemplo de como a mobilidade urbana alinhada às smart cities é capaz de acelerar a transição de grandes centros urbanos para cidades sustentáveis e com baixa emissão de carbono.

Para suporte nas soluções tecnológicas presentes no processo de evolução das Smart Cities, conte com a SantoDigital que oferece soluções em cloud computing capazes de trazer diversos níveis de inteligência e automação para casas, prédios e cidades inteiras com soluções seguras em Google Cloud, a nuvem mais sustentável do setor.  

De qualquer forma, todo esse contexto envolve empresas e negócios trabalhando em conjunto com as cidades, de modo a entender os desafios e criar soluções tecnológicas e sustentáveis para reduzi-los. As práticas de smart cities nos negócios são uma oportunidade de desenvolver e integrar pessoas, processos e cidades, possibilitando também o crescimento do seu próprio negócio.

É claro que as smart cities (cidades inteligentes) fazem uso massivo da tecnologia, mas é importante ressaltar que colocá-las em prática depende da intenção humana, que precisa estar em sintonia com as inovações tecnológicas e a realidade social do espaço urbano. Assim, fica evidente que quando empreendedores tornam-se cidadãos inteligentes, são gerados impactos positivos tanto para a sociedade como para o seu próprio negócio.

imagem com fundo laranja contendo de um lado, ilustração de cadeado nas nuvens e do outro, o seguinte texto "Migre para a nuvem e garanta segurança na administração de dados e infraestrutura de TI do seu negócio" e botão em azul abaixo do texto contendo o texto "Agende sua apresentação conheça a infraestrutura em cloud".

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: