Cloud Computing e IoT: por que as duas tecnologias não sobrevivem separadas?

Home Cloud Computing
Cloud Computing e IoT: por que as duas tecnologias não sobrevivem separadas?

Cloud Computing e IoT: por que as duas tecnologias não sobrevivem separadas?

Cloud Computing e IoT aparentam ser duas tecnologias completamente distantes. No entanto, elas são complementares, mais até do que você possa imaginar. Na verdade, uma precisa da outra para entregar mais e melhores recursos para os usuários.

Basicamente, a Internet das Coisas é a grande responsável pela captação de uma enorme quantidade de dados extremamente úteis para as estratégias empresarias. Contando com uma grande versatilidade de dispositivos, essa tecnologia é capaz de atender às necessidades de qualquer negócio.

Por outro lado, a Cloud Computing é responsável pelo processamento e armazenamento desses dados, tornando a IoT uma solução financeiramente viável.

Contudo, relação entre essas tecnologias vai muito mais além disso. Confira a seguir o porquê que a Cloud Computing e a IoT precisam tanto uma da outra!

A nuvem torna a Internet das Coisas financeiramente viável

Os dispositivos são responsáveis por captar uma infinidade de dados, que precisam ser processados e armazenados. Para que essas “coisas” executem essas três atividades ao mesmo tempo, seria necessário que elas tivessem um grande investimento em hardware, o que as tornariam muito mais complexas, caras e, ainda assim, limitadas.

Isso porque elas viriam com uma capacidade especifica de armazenamento e processamento. Em uma mudança não esperada de cenário, dificilmente esses dispositivos seriam capazes de se readequar para atender uma demanda diferente daquela para qual foi programado.

Ao transferir o processamento e armazenamento para Cloud Computing, as possibilidades de uso dos dispositivos de IoT são muito maiores. Isso porque a nuvem é altamente flexível. Você pode aumentar ou diminuir a largura de banda e a capacidade de processamento e de armazenamento conforme a sua necessidade. Assim, você consegue extrair o máximo de seus dispositivos de IoT em diferentes cenários.

A nuvem agrega maior segurança

Concentrar o armazenamento dos dados no próprio dispositivo de IoT pode levar as empresas a enfrentar graves problemas de segurança. Muitas das “coisas” conectadas são pequenas e facilmente transportáveis, o que as tornam alvos potenciais de furtos e roubos.

Além disso, atualmente os dispositivos de IoT não contam com sistemas aprimorados de proteção de dados, porque eles foram projetados para realizar o armazenamento na nuvem. Ainda que seja possível implementar ferramentas de segurança às “coisas”, isso ocasionaria o problema descrito anteriormente: a tecnologia se tornaria muito cara.

Assim, Cloud Computing e IoT trabalham perfeitamente em conjunto para evitar problemas de segurança. A transmissão de dados entre os dispositivos e a nuvem podem ser criptografadas para evitar roubo de dados.

Ademais, a Cloud Computing já se mostrou uma ótima solução contra ciberataques, além de simplificar e otimizar atividades de Backup e Disaster Recovery.

A IoT é o motor que impulsiona a melhoria contínua da Cloud Computing

A Internet das Coisas se encontra em grande expansão e ainda possui grande potencial para crescimento nos próximos anos. A International Data Corporation (IDC) estima que até 2025 haverá 41,6 bilhões de dispositivos conectados, gerando 79,4 zettabytes (ZB) de dados.

Suportar tamanho crescimento no tráfego de dados só é possível quando há investimento em estrutura, software e estratégias de segurança.

Nesse sentido, a IoT representa um componente essencial no desenvolvimento contínuo da nuvem, para que ela possa atender às novas demandas de segurança, largura de banda, processamento e armazenamento.

Cloud Computing e IoT, juntas, possibilitam maior mobilidade e automação

As possibilidades de utilização de dispositivos de IoT são vastas. Você pode implementá-los no campo, no chão de fábrica, nos meios de transportes, em casas, no sistema de trânsito, etc.

Todos os dados coletados e até mesmo os dispositivos, podem ser facilmente acessados de qualquer lugar, graças à nuvem.

Essa flexibilidade é essencial para que as empresas e suas soluções tecnológicas consigam reagir rapidamente a eventos do mundo real e, assim, melhorar processos, produtividade, segurança e muito mais.

Como você pode perceber, Cloud Computing e IoT trabalham muito bem juntas e uma ajuda suportar o desenvolvimento da outra. Somadas a outras tecnologias, como a Inteligência Artificial e o Machine Learning, é possível obter um alto grau de automação, tornando as empresas muito mais responsivas e eficazes em seus processos.

Investir em nuvem, nesse sentido, significa caminhar para uma realidade em que a IoT transforma e automatiza tarefas diárias e processos nas empresas, independentemente do tamanho que elas tenham.

Agora você já sabe porque Cloud Computing e IoT não sobrevivem separadas. Se você gostou deste conteúdo, então você também irá gostar de saber como é possível melhorar a produtividade com Cloud Computing, automação e Machine Learning.

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: