Nuvem híbrida: entenda por que o modelo é tendência

Home Cloud Computing
Nuvem híbrida: entenda por que o modelo é tendência
nuvem-hibrida-entenda-porque-o-modelo-e-tendencia

Nuvem híbrida: entenda por que o modelo é tendência

Segundo previsões da Mordor Intelligence, o mercado global de nuvem híbrida foi avaliado em US$ 45,70 bilhões em 2019 e deve chegar a US$ 128,01 bilhões em 2025, a uma taxa de crescimento anual de 18,73%. Isso demonstra que cada vez mais empresas tem encontrado nesse modelo a estratégia ideal para alcançar seus objetivos de negócio.

De fato, se você conversar com um especialista de estratégias em nuvem, provavelmente será alertado que a nuvem híbrida é uma das áreas de investimento mais críticas que definirão sua estratégia de TI nos próximos anos.

Mas afinal, o que é esse modelo de nuvem e porque ele se tornou uma forte tendência do setor? Descubra a seguir!

O que é a nuvem híbrida?

A nuvem híbrida é um ambiente de cloud computing que faz uso de uma mistura de nuvem privada (local) e serviços de nuvem pública de fornecedores terceirizados.

Ao permitir que as cargas de trabalho façam a transição entre o ambiente de nuvem pública e privada seguindo os custos variáveis ​​e os requisitos de computação, a nuvem híbrida permite um nível mais alto de flexibilidade e opções adicionais para implantação de dados.

Levando em conta essas características, nos últimos anos, a nuvem híbrida passou a ser vista como o novo conjunto de tecnologias e modelos operacionais de TI que remodelam como as organizações em diferentes setores funcionarão agora e no futuro.

Para se ter uma ideia, no  Enterprise Cloud Index de 2020, 86% dos entrevistados elegeram a nuvem híbrida como seu modelo operacional de TI ideal.

Por que a nuvem híbrida é uma tendência?

Existem muitos fatores por trás da crescente popularidade da nuvem híbrida, dentre os quais destacam-se:

Atendimento dos requisitos de escalabilidade

O modelo de nuvem híbrida permite que as empresas escolham a melhor nuvem para executar cada carga de trabalho específica e gerenciar dados de aplicativos críticos. 

Por exemplo, se um aplicativo tem características de demanda imprevisíveis ou padrões de uso altamente dinâmicos, os serviços de nuvem pública, que são mais elásticos por natureza, são mais adequados para ele. 

Por outro lado, as cargas de trabalho corporativas que possuem uma natureza mais previsível podem ser executadas com um custo de propriedade mais baixo em uma nuvem privada devidamente arquitetada.

Maior convergência

Para as empresas que desejam otimizar o budget de TI, um modelo híbrido bem projetado também pode fornecer economia superior, além de ajudar as equipes a gerenciar e administrar seus vários ambientes de nuvem de maneira mais autônoma e simplificada.

Isso é, da mesma forma que as empresas convergem vários silos ou recursos de TI em sua nuvem privada, elas também podem convergir as nuvens.

Em outras palavras, uma verdadeira arquitetura de nuvem híbrida oferece às equipes de TI um modelo operacional comum e consistente em suas nuvens e a flexibilidade de mover dados e aplicativos para diferentes nuvens sem esforço – sem a necessidade de remodelar aplicativos.

Segurança e conformidade personalizadas

Agora que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor, as empresas precisam se preocupar ainda mais com a segurança e conformidade de sua operação.

Diante disso, muitos líderes de negócio ainda se sentem receosos em confiar seus dados críticos inteiramente aos provedores de nuvem pública. Em vez disso, eles preferem manter a proteção desse tipo de dado sob sua responsabilidade.

Existem, ainda, alguns setores nos quais os dados de clientes e as informações essenciais de negócios são rigidamente controlados e não podem transitar fora infraestrutura local da empresa.

Essas e outras necessidades são perfeitamente atendidas com um modelo de nuvem híbrida, pois, permite que as empresas mantenham seus dados críticos em uma nuvem privada, projetada para atender requisitos específicos de segurança e conformidade.

Maior flexibilidade e agilidade

A nuvem híbrida permite que as empresas alternem facilmente entre a opção mais estratégica (pública ou privada), de acordo com a evolução dos negócios. 

Por exemplo, pode haver momentos em que uma equipe ou unidade de negócios precise de acesso rápido aos serviços de TI ou a determinada aplicação. Para atender a esses SLAs exigentes, eles podem favorecer adotar serviços de nuvem pública, pelo menos inicialmente.

Além disso, a nuvem híbrida favorece o alcance de uma infraestrutura hiperconvergente, que  simplifica radicalmente a gestão de data centers com automação orientada ao aprendizado de máquina e painéis consolidados e fáceis de usar.

Isso acelera a implantação de aplicações e fornece uma base ideal para combinar recursos de TI privados com serviços de nuvem pública. 

Agora você já conhece alguns dos fatores que fazem da nuvem híbrida uma grande tendência para os próximos anos.

Se você ficou interessado e deseja saber mais sobre o assunto ou começar a desenvolver um modelo de nuvem híbrida sob medida para o seu negócio, conte com a ajuda da SantoDigital. 

Há mais de 10 anos ajudamos empresas de todos os segmentos e tamanhos a implementar soluções baseadas em nuvem e, assim, alcançarem seus objetivos de negócio. Entre em contato agora mesmo!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: