3 medidas preventivas para proteção de processos do DevOps

Home Outros
3 medidas preventivas para proteção de processos do DevOps

3 medidas preventivas para proteção de processos do DevOps

Muitos gestores de TI ainda encaram os processos do DevOps com certo receio, dada a velocidade com que os softwares são desenvolvidos. A maior preocupação desses profissionais, que possuem uma postura mais conservadora está relacionada com a segurança e a conformidade das informações.

No entanto, as empresas que adotaram essa metodologia mostraram consistentemente que as medidas preventivas para proteção de processos do DevOps realmente mitigam problemas de segurança em potencial. Confira algumas delas:

1. Priorize a segurança desde o início

A segurança deve ser integrada desde as fases iniciais de seus processos DevOps e não como um adendo no final do pipeline de entrega do software. Torna-se um requisito de qualidade, semelhante a outros testes executados no decorrer e no final do projeto.

Assim, como são executados procedimentos para descobrir erros no início do processo e melhorar a qualidade do software, os processos do DevOps podem incorporar testes e conformidade de segurança automatizados.

2. Controle o acesso de suas ferramentas de DevOps

Os invasores precisam apenas explorar uma vulnerabilidade para cumprir sua missão. Portanto, é importante adotar uma abordagem holística para atender aos requisitos de segurança. Um dos pontos a ser destacado, nesse sentido, é o gerenciamento de identidade e acesso.

Para minimizar os riscos é preciso garantir a proteção das senhas e credenciais associados ao DevOps. Isso pode ser feito utilizando, por exemplo, ferramentas de gerenciamento de senhas e autenticação multifator.

Depois de concluídos, os privilégios de acesso devem ser revisados ​​para que os usuários tenham acesso “just in time”. Em outras palavras, forneça acesso de alto nível somente quando for necessário para executar determinadas tarefas e garanta que esse uso temporário seja monitorado de perto.

O acesso a comandos de alto risco nas ferramentas do DevOps também deve ser limitado.

Por exemplo, os usuários do Docker geralmente executam um contêiner com o sinalizador que fornece ao contêiner acesso direto aos elementos do host. Sempre que possível, as equipes de segurança devem exigir que os usuários não possam executar contêineres com esse sinalizador. Caso seja “mandatório”, então é recomendável limitar severamente o acesso, monitorar e registrar todas as atividades em que o sinalizador for executado.

Depois de abordar o acesso, também é aconselhável adotar outras medidas preventivas, como configurar controles de acesso que segregam os pipelines do DevOps. Isso impede que os invasores obtenham acesso a um e depois passem para outro.

Finalmente, é necessário remover todas as contas desnecessárias com acesso às ferramentas do DevOps, incluindo as de desenvolvedores que podem ter mudado de função ou que não precisam mais acessar essas ferramentas.

3. Invista em automatização

À medida que mais e mais testes e processos são automatizados, você tem menos risco de apresentar falhas de segurança devido aos erros humanos. Ou seja, seus testes são mais eficientes e você pode cobrir mais vulnerabilidades. Dessa forma, seu processo se torna mais consistente e previsível e, assim, se algo der errado, é mais fácil identificar e corrigir.

Os controles de segurança e conformidade devem ser elaborados como parte integrante dos processos do DevOps. Ao implementar medidas preventivas desde o início, você cria uma camada de segurança eficaz e viável para seus aplicativos e ambientes.

Dentre outras coisas, isso servirá como uma base sólida para garantir segurança a longo prazo, de maneira mais simplificada, eficiente e proativa.

Agora você já sabe como algumas medidas preventivas para a proteção de seus processos do DevOps. Se você gostou deste conteúdo, então também irá gostar de conhecer as 6 boas práticas de segurança dos dados na sua empresa!

 

 

Background vector created by rawpixel.com – www.freepik.com

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: