5 vantagens da migração da Cloud Pública para a Nuvem Privada

Home Cloud Computing
5 vantagens da migração da Cloud Pública para a Nuvem Privada

5 vantagens da migração da Cloud Pública para a Nuvem Privada

À medida que cada vez mais empresas migram para cloud, aumentam as discussões sobre qual tipo trazem mais benefícios aos negócios. Embora a nuvem pública seja útil para uma ampla gama de casos de uso, a nuvem privada oferece a mesma conveniência e facilidade de acesso, além de oferecer maior nível de controle.

Essa é apenas uma das vantagens desse tipo de solução em nuvem. Continue a leitura para saber mais!

Principais diferenças entre nuvem pública e nuvem privada

O principal diferencial entre nuvens públicas e privadas diz respeito ao gerenciamento.  Em uma solução de nuvem privada, você hospeda seus dados em um servidor dedicado, com acesso e gerenciamento limitados apenas à sua empresa.

Já em uma solução de nuvem pública, seus dados são armazenados no data center do provedor e ele é responsável pelo gerenciamento e manutenção.

Confira a seguir algumas vantagens em utilizar a nuvem privada!

1. Personalização

Utilizando uma nuvem privada, você pode personalizar o controle e a manutenção de seus serviços. Isso significa que você pode adaptar sua infraestrutura para satisfazer às suas necessidades de negócios, propiciar uma melhor experiência do usuário e atender a quaisquer requisitos de segurança ou infraestrutura que você tenha.

2. Melhor performance

Na nuvem pública, os recursos de hardware são compartilhados com outras empresas, o que pode causar latência e desempenho imprevisíveis. Nuvens públicas também não garantem o tempo de atividade de suas aplicações, o que pode ser prejudicial para o seu negócio. Vale lembrar o caso da Amazon, em 2017, que comprometeu a atividade de diversas empresas.

Na nuvem privada, você conta com sua própria nuvem isolada. Isso lhe dá o controle de sua infraestrutura subjacente para fornecer alta disponibilidade, confiabilidade e perfis de desempenho personalizados para atender às demandas de seus aplicativos e atender às necessidades de negócios.

3. Flexibilidade

Muitos dos benefícios da computação em nuvem são fornecidos pela tecnologia de virtualização. A maioria dos servidores é subutilizada e a virtualização fornece aos usuários de nuvem privada uma melhor utilização dos recursos, já que as cargas de trabalho podem ser implantadas em um servidor físico diferente conforme as demandas de recursos mudam.

Uma das razões pelas quais isso é possível é a flexibilidade oferecida pela virtualização, permitindo que vários aplicativos e até mesmo sistemas operacionais operem na mesma máquina física. Além disso, se os requisitos de um aplicativo forem alterados, os recursos dedicados ao servidor virtual específico que executa esse aplicativo podem ser ajustados para atendê-los.

4. Controle dos custos

Como a nuvem privada é construída para seu negócio, você saberá antecipadamente qual será o custo mensal. Assim, você poderá dimensionar seu orçamento de acordo com o plano estabelecido em seu pacote de nuvem.

Na nuvem pública, seu custo varia conforme o uso. Então, em meses em que houver um aumento da carga de trabalho, você poderá ter uma surpresa no momento que receber a fatura.

Vale lembrar que, saber exatamente seu custo ajuda você a tomar decisões estratégicas para o seu negócio e estabelecer metas mais concretas e um orçamento mais preciso.

5. Maior segurança

A nuvem pública, oferece um protocolo de segurança padrão que permanece inalterado e não pode ser aprimorado ou personalizado para diferentes modelos de negócios.

Por outro lado, a nuvem privada a opção de implementar níveis mais altos de autenticação e segurança para o ambiente de nuvem.

Por ser personalizável, a nuvem privada facilita a adequação da sua empresa às normas internas e às leis vigentes, como a Lei Geral de Proteção de Dados.

Agora que você já conhece as vantagens de utilizar a nuvem privada, conheça as 6 melhores práticas de migração de dados para a nuvem. Boa leitura!

Receba todas novidades


    Veja mais conteúdos: